Nico quebra, e Hamilton triunfa diante da torcida. Kimi tira Massa

Nico quebra, e Hamilton triunfa diante da torcida. Kimi tira Massa

Brasileiro é atingido por finlandês no início do GP da Inglaterra e abandona. Bottas sobe ao pódio de novo, junto com Ricciardo

Foram oito etapas até a Fórmula 1 chegar em Silverstone. Nico Rosberg havia vencido três e Lewis Hamilton, quatro, na briga particular da Mercedes pelo título. Os dois abandonos do britânico no ano, porém, deixavam o duelo desequilibrado em favor do alemão, que tinha um segundo lugar como pior resultado. Deixavam. No GP da Inglaterra deste domingo foi a vez de Nico abandonar, com problemas no câmbio, quando liderava a prova. Melhor para Hamilton. O campeão mundial de 2008, que já fazia uma bela corrida e se aproximava do companheiro após largar em sexto, venceu a quinta no ano, para delírio da torcida, que lotava as arquibancadas e invadiu a pista para ver o ídolo de perto no pódio. Com o resultado, Lewis chegou aos 161 pontos e ficou a quatro de Rosberg, reduzindo consideravelmente a diferença, que era de 29. Um fim de semana perfeito para os britânicos: prova emocionante com vitória do piloto da casa justamente na corrida que marcou o 50º Grande Prêmio realizado no tradicional circuito, berço da categoria. Foi também a segunda vitória de Hamilton no local, exatos seis anos depois da primeira.

Companheiro de Felipe Massa na Williams, Valtteri Bottas fez uma bela corrida de recuperação, largando em 14º e chegando em segundo. Daniel Ricciardo (RBR) fez outra grande exibição e, apostando em uma estratégia de uma parada, largou em oitavo e completou o pódio, seu quarto nas últimas cinco corridas.

Massa é atingido por Kimi na primeira volta

O brasileiro, que começava em 15º, tinha boas chances de fazer uma atuação ao nível do parceiro. Mas em um fim de semana que era para ser de comemoração pelos seus 200 GPs de Fórmula 1, amargou mais um dia de azar. Após ter problemas na embreagem na largada e cair para último, Massa foi surpreendido por uma barbeiragem de Kimi Raikkonen ainda na primeira volta. O finlandês perdeu o controle de sua Ferrari ao escapar na entrada da reta oposta, bateu no guard rail e cruzou a pista desgovernado (saiba mais). Felipe tentou desviar, mas não teve tempo.

Enquanto Kimi deixou o carro com mancando, o piloto paulista ainda seguiu para os boxes com um pneu furado, mas não pôde continuar em razão dos danos em sua Williams. A prova ficou interrompida por quase uma hora para a reparação do guard rail danificado com o forte impacto do "Homem de Gelo".

Vettel x Alonso: duelo "de gente grande"

Em um GP recheado de disputas, uma se sobressaiu: um duelo ?de gente grande?, entre dois campeões mundiais: Sebastian Vettel e Fernando Alonso. Protagonistas nas últimas temporadas, os rivais estrelaram um pega por mais de dez voltas pela quinta colocação, com direito a toque, curvas lado a lado e muita reclamação pelo rádio. Após dar vários botes e ver o espanhol fechar a porta, o alemão levou a melhor a cinco voltas do fim. Eles chegaram logo atrás de Jenson Button. O inglês da McLaren, que correu com capacete rosa em homenagem ao pai, falecido em janeiro, não conseguiu subir ao pódio, fez uma exibição que teria deixado o carismático John muito orgulhoso. Kevin Magnussen (McLaren), Nico Hulkenberg (Force India), Daniil Kvyat (STR) e Jean-Eric Vergne (STR) completaram os dez primeiros que marcaram pontos.

Fonte: Globo Esporte