Ofensivo, Santos para no Americana e Muricy estreia com empate

Com o placar, nada muda na vida da equipe praiana. O Santos vai a 35 pontos

Em sua primeira partida à frente do Santos, o técnico Muricy Ramalho não conseguiu conquistar os três pontos. Apesar de o treinador ter escalado três atacantes - Neymar, Zé Eduardo e Maikon Leite -, a equipe alvinegra só ficou no empate por 0 a 0 com o Americana, na noite deste domingo, pela penúltima rodada do Campeonato Paulista e se manteve na quarta colocação da competição nacional.

Com o placar, nada muda na vida da equipe praiana. O Santos vai a 35 pontos, mesma pontuação do Corinthians. No entanto, o time de Muricy fica atrás nos critérios de desempate. Por outro lado, o Americana acabou se complicando na competição e se mantém fora da classificação, com 23 pontos. A equipe do interior iniciou muito bem o Campeonato Paulista, mas não conseguiu manter o ritmo e acabou fora da fase final.

Rotulado como "retranqueiro", Muricy surpreendeu na noite deste domingo em Americana. Além de ter escalado três atacantes, aos 28min do segundo tempo, o estreante resolveu sacar o volante Rodrigo Possebon e colocar o camisa 10 Paulo Henrique Ganso para tentar a vitória fora de casa e alcançar a terceira colocação. Apesar da tentativa, a substituição não surtiu efeito.

Além disso, Muricy decidiu escalar o Santos sem alguns titulares, de olho na partida decisiva contra o Cerro Porteño, fora de casa, pela Copa Libertadores. O goleiro Rafael e os zagueiros Durval e Edu Dracena não entraram em campo. Já ganso entrou apenas no segundo tempo. A cautela se deve ao fato de que Muricy não poderá contar com Neymar, Zé Eduardo e Elano na partida do torneio continental, complicando ainda mais a vida do Santos na competição.

Para o Campeonato Paulista, por outro lado, competição em que o Santos já está classificado para as quartas, Neymar, Elano e Ganso forçaram o terceiro cartão amarelo, ficando fora assim da última rodada do Estadual. Os ídolos, no entanto, voltam nas quartas com os cartões zerados.

O único lance polêmico da partida aconteceu aos 41min do segundo tempo. O Santos poderia ter perdido o jogo caso o árbitro não anulasse um gol legal de Marcinho. O lance, inclusive, gerou muita reclamação por parte do time da casa. O técnico Toninho Cecílio, após o apito final, entrou em campo e foi para cima do juiz, que estava protegido pelos policiais presentes no estádio. O placar do jogo, no entanto, terminou sem alterações: 0 a 0.

Na última rodada do Estadual, o Santos enfrentará o Paulista, na Vila Belmiro, às 16h (de Brasília) do próximo domingo. Já o Americana tentará a classificação diante do Grêmio Prudente, fora de casa, no mesmo dia e horário.

FICHA TÉCNICA

Americana 0 x 0 Santos

Americana

Jaílson; Carlinhos (Luís Felipe), Jorge Luiz, Vinícius, Magal, Gercimar (Jhon), Léo Silva, Juninho (Rafael Chorão), Fumagalli, Marcinho e Lúcio Flávio. Técnico: Toninho Cecílio

Santos

Aranha; Pará, Bruno Aguiar, Vinícius Simon, Alex Sandro, Rodrigo Possebon (Paulo Henrique Ganso), Danilo, Elano, Neymar, Zé Eduardo e Maikon Leite (Alan Patrick). Técnico: Muricy Ramalho



Cartões amarelos

Americana: Léo Silva, Juninho, Fumagalli

Santos: Vinícius Simon, Rodrigo Possebon, Elano, Neymar, Ganso e Zé Eduardo

Árbitro

Aurélio Santana Martins

Local

Estádio Décio Vitta, em Americana (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br