Internado, Oscar desmente boatos e diz estar lutando contra doença

Internado, Oscar desmente boatos e diz estar lutando contra doença

Mão Santa recorre as redes sociais para desmentir informações de que estaria em coma.

Internado há 20 dias após ter tido complicações cardíacas, o Mão Santa Oscar Schmidt rompeu com o silêncio nesta segunda-feira. Depois de seu filho dizer que o cestinha do basquete brasileiro seguia internado apenas para detectar a origem da arritmia cardíaca que o havia levado ao Hospital Sírio Libanês, Oscar, 55 anos, usou as redes sociais para desmentir boatos de que estaria em coma, entre a vida e a morte. Na mensagem, em três parágrafos, o ex-jogador garante estar bem e que é "apenas mais um como todos os outros pelo mundo, que com muita força, está lutando com muita garra para vencer este câncer". Desde sua internação, família, médicos e hospital frisaram que sua ida ao Sírio Libanês nada tinha a ver com sua luta contra um câncer no cérebro, desde 2011.

- Como está circulando a notícia, em sites do país todo, que meu estado de saúde é muito grave, e que estaria em coma em um hospital em São Paulo, gostaria de esclarecer oficialmente que estou bem e não é verdade. Sou apenas mais um como todos os outros pelo mundo, que com muita força, está lutando com muita garra para vencer este câncer. Pela graça de DEUS, minha família e amigos e todos que torcem por mim no Brasil e fora. Obrigado por cada mensagem que recebo, não consigo responder todas, mas agradeço imensamente a todos, pois este imenso carinho GERA VIDA - frisou Oscar pelas redes sociais.

Em contato com o GloboEsporte.com, a assessoria de imprensa do Hospital Sírio Libanês se limitou a dizer que o quadro clínico do Mão Santa segue o mesmo, sem entrar em detalhes. Desde 2011, o Mão Santa, de 55 anos de idade, luta contra um câncer no cérebro. Mas essa internação, de acordo com o médico Marcos de Queirós Teles Gomes, responsável pelo tratamento do ex-jogador, não tem qualquer relação com a doença que é tratada com afinco pelo astro nacional.

Em 2002, em plena atividade, Oscar sofreu uma arritmia cardíaca durante os playoffs do Campeonato Estadual do Rio, mas se recuperou e acabou levando o Flamengo ao título carioca daquela temporada. Oscar é considerado um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos. O ex-atleta é o recordista mundial de pontos, com 49.703, superando o americano Kareem Abdul-Jabbar. O recorde é extraoficial, pois não havia súmulas de todos os jogos de Oscar no Brasil. Em setembro do ano passado, o brasileiro foi eternizado ao entrar no Hall da Fama do basquete de Springfield, em Massachusetts, nos Estados Unidos

O Mão Santa foi o líder de um dos maiores feitos do basquete mundial. Em 23 de agosto de 1987, o Brasil foi campeão dos Jogos Pan-Americanos ao bater os Estados Unidos em Indianápolis, casa dos americanos, na final. Oscar também foi bronze no Mundial de 1978, nas Filipinas. O ex-jogador participou de cinco Olimpíadas (Moscou, Los Angeles, Seul, Barcelona e Atlanta). A melhor colocação do Mão Santa com a seleção brasileira foi um quinto lugar, em Barcelona, 1992, e Seul, 1988.

Fonte: GloboEsporte