Pai biológico relata reencontro emocionante com Medina

No final da tarde de quarta-feira, o único campeão mundial de surfe da história do Brasil esteve na casa de Claudinho para comemorar o feito.

Uma das primeiras providências de Gabriel Medina em seu retorno a Maresias foi visitar Claudio de Jesus Ferreira, seu pai biológico. No final da tarde de quarta-feira, o único campeão mundial de surfe da história do Brasil esteve na casa de Claudinho para comemorar o feito.

Antes da partida de Gabriel para o Havaí, sede da última etapa do campeonato, na tentativa de incentivar o filho na disputa contra Kelly Slater e Mick Fanning, Claudinho garantiu que ele seria campeão. No reencontro com o jovem surfista, o pai lembrou a previsão acertada.

Clique e curta a página do Portal Meio Norte no facebook.


"A gente se abraçou e ficamos muito felizes, nos emocionamos bastante na hora. Eu falei: ‘não disse que você seria campeão?’. Ele respondeu: ‘realmente, o senhor previu e graças a Deus deu tudo certo’. Conversamos bastante sobre o título, choramos e demos risada. Foi muito bom rever meu filho como ganhador", contou Claudinho.

Acompanhado pelo padrasto e mentor Charles Serrano nas seguidas viagens para disputar o Circuito Mundial, Gabriel vê o pai biológico com pouca frequência. Claudinho é mais próximo de Felipe, seu segundo filho com Simone Medina, que sonha jogar futebol profissionalmente e atua na lateral direita do Maresias Futebol Clube, time varzeano do qual o progenitor é dirigente.

Contente com o sucesso de Gabriel, Claudinho acredita que o garoto de 21 anos saberá como administrar o status de ídolo nacional alcançado repentinamente. "Ele tem uma cabeça muito boa. Está bem centrado, crescendo mais a cada dia", afirmou o pai do surfista.


Orgulhoso, ele citou a preocupação de Gabriel com a situação dos habitantes de São Sebastião, município atingido severamente pelas chuvas nos últimos dias. Dezenas de pessoas foram prejudicadas, entre elas duas tias de Claudinho que vivem em Maresias.

"Fiquei feliz pela conquista do Gabriel e, mais ainda, por ver que ele não está esquecendo do povo. Pode estar surfando longe, mas continua preocupado com a cidade. Ele falou: ‘Pai, vou ajudar o máximo possível, pode ficar tranquilo’. Está correndo atrás", disse Claudinho.

Por meio de seu perfil no Instagram, Gabriel pediu doações para ajudar São Sebastião e se comprometeu a presentear os três maiores colaboradores com pranchas autografadas. Os estragos causados pela chuva no município provocaram o cancelamento das homenagens que o surfista receberia em Maresias na quarta-feira.

Fonte: Terra