Pai de Robinho descarta volta ao Santos e diz que não adianta iludir

Santos precisa pagar 10 milhões de euros ao Milan e R$ 1 milhão de salário a Robinho


Pai de Robinho descarta volta ao Santos e avisa que não adianta ficar iludindo

A esperança da diretoria do Santos em contratar o atacante Robinho diminui a cada dia. Além de o Milan recusar uma proposta de 5 milhões de euros (R$ 13,6 milhões) pelo atleta, o pai do jogador, Gilvan de Souza, garante que seu filho não voltará a Vila Belmiro na próxima temporada.

O pai do jogador, inclusive, fez um apelo para a diretoria santista não iludir o torcedor do clube. Nesta semana, o presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro demonstrou otimismo em relação à contratação de Robinho e voltou a empolgar a torcida.

?Não adianta ficar iludindo o torcedor, tem que falar a verdade. O Robinho não sai do Milan. O Milan já vendeu outros atacantes e não vai vender o Robinho. Já colocaram o Robinho em vários clubes, não tem nada, ele vai permanecer no Milan?, afirmou o pai do atleta.

Gilvan fez questão de ressaltar que Robinho voltou à condição de titular no Milan, além de ?receber em dia? pouco mais de R$ 1 milhão de salário por mês. ?Ele está feliz, jogando, recebendo em dia, não tem motivos para sair. Isso é certeza (ele não joga no Santos em 2013), ele não vem?, enfatizou.

Apesar da intenção de contratar Robinho, o Santos não tem suporte financeiro para fechar o negócio. Além dos 10 milhões de euros (R$ 27,7 milhões) exigidos pelo Milan, o Santos sequer pode bancar o salário milionário pedido pelo atacante. Para voltar a vestir a camisa alvinegra, Robinho pediu o mesmo ordenado de sua última passagem pelo clube em 2010 ? R$ 1 milhão por mês.

O projeto Robinho influenciou na saída de um dos membros do Comitê Gestor, Eduardo Vassimon, que é contrário à ideia do Santos fazer loucuras para contratar o ex-camisa 7 da Vila Belmiro. Ele se desligou do grupo e a cadeira está vaga. Alguns dirigentes não apoiam o retorno do craque devido o alto custo financeiro.

O orçamento do Santos para 2013 prevê um déficit de R$ 15 milhões. Além disso, o clube possui uma das maiores folhas de pagamento do futebol brasileiro ? cerca de R$ 7,5 milhões.

O dinheiro adquirido na venda do meia Paulo Henrique Ganso ao São Paulo ? R$ 23,9 milhões ? não poderá ajudar para o Santos repatriar Robinho, pois o montante entrou no fluxo de caixa para que o clube não fechasse o ano no vermelho.

O Santos teria déficit financeiro de R$ 41 milhões caso o dinheiro da venda de Ganso e os R$ 36 milhões de luvas que a Globo pagou para renovar o contrato para transmissão de jogos, não tivessem incluído no orçamento.

Fonte: UOL