Palmeiras desiste de contratar Falcão após pedido de R$ 500 mil

Palmeiras desiste de contratar Falcão após pedido de R$ 500 mil

O ex-treinador de Bahia e Internacional foi avisado no início da noite desta terça-feira que o presidente Arnaldo Tirone desistiu da sua contratação.

O Palmeiras disse não à contraproposta feita por Paulo Roberto Falcão para dirigir o time na reta final do Campeonato Brasileiro.

O ex-treinador de Bahia e Internacional foi avisado no início da noite desta terça-feira que o presidente Arnaldo Tirone desistiu da sua contratação.

"Infelizmente, não vou trabalhar no Palmeiras", disse Falcão.

Sem grande experiência e com poucas conquistas como técnico, o ex-volante pediu salário de medalhão: R$ 500 mil mensais, mais uma multa rescisória alta para se proteger de demissão caso o time seja rebaixado para a Série B.

Os números assustaram a diretoria do Palmeiras. O valor o colocaria entre os cinco mais bem pagos do Brasil. Scolari, por exemplo, que foi demitido na última quinta-feira, recebia R$ 700 mil, mas com a ajuda de patrocinadores.

No primeiro contato feito pelo Palmeiras, por meio de um intermediário, na noite de segunda-feira, Falcão ouviu que o presidente Arnaldo Tirone pretendia contratar um técnico por apenas três meses, até o fim do Brasileiro.

O mandatário argumenta a todos os profissionais que procura para a vaga de técnico que não se sente bem propondo acordos mais longos porque não sabe se estará no clube depois de janeiro de 2013, quando acontece a eleição para presidente.

A amigos Tirone já confidenciou que, em caso de rebaixamento do time, ele não deve tentar a reeleição.

Falcão disse que preferia um acordo mais longo. Foi apresentada a possibilidade dele colocar os números na mesa, o que foi feito. O alto salário é o principal entrave para o negócio ser assinado, já a multa rescisória e o tempo de contrato são detalhes que o Palmeiras pode aceitar.

"O tempo de contrato depende agora de cada caso", disse o presidente Arnaldo Tirone, que admitiu ter entrado em contato com Falcão.

Volante de talento raro nos anos 70 e 80, Falcão teve sua primeira experiência como técnico assumindo logo de cara a seleção brasileira, em 1990, depois do fracasso na Copa do Mundo da Itália.

Ficou apenas 17 jogos no cargo e depois passou por Inter-RS, América do México e a seleção japonesa, em 1995. Então ficou 16 anos sem trabalhar como treinador e virou comentarista de TV.

Em 2011, foi campeão gaúcho pelo Inter. Também conquistou o Campeonato Baiano pelo Bahia, neste ano.

OPÇÕES

O nome de Falcão ganhou força depois de o clube ver frustradas as três primeiras opções para a vaga. Emerson Leão (São Caetano) nem chegou a receber uma proposta devido à repercussão negativa do interesse. Jorginho e Gilson Kleina não foram liberados por Bahia e Ponte Preta, respectivamente.

No sábado, o Palmeiras faz um confronto direto contra a zona de rebaixamento. Penúltimo colocado, com 20 pontos, visita o Figueirense, 18º, que tem dois pontos a mais.

O Flamengo, primeiro clube fora do grupo do descenso, já tem 28.

Fonte: UOL