Palmeiras goleia o Cruzeiro e pega o Santos na semifinal da Copinha

Com grande atuação de Edilson, Verdão faz 4 a 2 no rival mineiro e segue na luta pelo seu primeiro título do torneio mais importante da categoria

O Palmeiras segue firme na luta pelo seu primeiro título da história da Copa São Paulo de juniores. Na tarde deste sábado, a equipe comandada pelo técnico Narciso fez mais uma vítima na Arena Barueri, sua casa desde o início da competição. Desta vez, a equipe derrotou o Cruzeiro por 4 a 2 e garantiu vaga na semifinal. Edilson (2), Fernando e Gabriel Dias marcaram os gols. Daniel e Bruno descontaram para os mineiros.


Palmeiras goleia o Cruzeiro e pega  o Santos na semifinal da Copinha

Foi a quinta vitória do Verdão em seis partidas disputadas na competição. O ataque é o grande destaque, com 18 gols marcados. Na briga por uma vaga na decisão, o adversário será o Santos, que, pela manhã, passou pelo Audax São Paulo nos pênaltis, após ter ocorrido um empate por 1 a 1 no tempo normal. A data e o local do confronto ainda serão definidos pela Federação Paulista de Futebol.

- O conjunto é o maior mérito desta equipe. Hoje jogamos sem quatro peças importantes e todos mostraram vontade de vencer. Espero que possamos continuar dessa maneira. O torcedor tem nos apoiado porque tem percebido uma entrega muito grande - afirmou o técnico Narciso, que foi campeão da Copinha em 2012 comandando o Corinthians.

O primeiro tempo disputado na Arena Barueri pode ser dividido em duas partes. Na primeira, até os 28 minutos, Palmeiras e Cruzeiro não criaram absolutamente nada. O Verdão, que entrou em campo com três desfalques (Bruno Oliveira, Luiz Gustavo e Diego Souza, todos suspensos), perdeu conjunto e mostrava dificuldade para superar a forte marcação da equipe mineira.

O jogo começou a ganhar em emoção aos 29, quando o alviverde abriu o marcador. Vinícius desceu pela esquerda e deu bom passe para Edilson, que dominou e bateu de pé esquerdo: 1 a 0. A resposta da Raposa foi imediata. No minuto seguinte, Daniel recebeu na área, cortou a marcação de Lucas Morelatto e bateu de pé direito, no canto direito do goleiro Walter, que foi traído pelo gramado: tudo igual no placar.

O Palmeiras não se intimidou. Com iniciativa e apoio do torcedor, a equipe comandada pelo técnico Narciso voltou a ficar em vantagem aos 32. Após cobrança de escanteio de Bruno Dybal, Vinícius desviou na primeira trave para trás e Fernando, sozinho na pequena área, não perdoou.

Ainda na etapa inicial, o Verdão só não aumentou sua vantagem porque o goleiro Charles, do Cruzeiro, fez duas grandes defesas, em cabeçadas de Gabriel Dias e Vinícius. Já nos acréscimos, porém, os mineiros acharam o empate, com Bruno, de cabeça, após cobrança de escanteio da direita. O jogo era lá e cá.

Verdão mata o jogo no segundo tempo

As duas equipes voltaram sem alterações para a etapa complementar, que teve início idêntico: muita disputa de bola no meio-campo e nenhuma chance de gol criada até os 20 minutos, quando o Palmeiras voltou a ficar em vantagem. Após bola rebatida pela defesa alviverde, Cesinha, em posição legal, escapou pela direita e cruzou para Gabriel Dias, que só teve o trabalho de empurrar para a rede: 3 a 2.

Ao contrário do que ocorreu no primeiro tempo, o Verdão não deu espaço para o Cruzeiro reagir. Quando o time mineiro pensava em correr atrás do empate, os paulistas marcaram o quarto tento. E foi um golaço, com Edilson, que acertou chute indefensável para Charles. Com a vantagem no marcador, o time da casa recuou sua marcação e controlou o jogo. Os mineiros, no desespero, ainda assustaram em chute de fora da área de Eurico, bem defendido por Walter. Depois, para o Palmeiras, foi só esperar o tempo passar e comemorar.

Fonte: GloboEsporte.com