Palmeiras perde pênalti, mas marca no fim e empata com São Paulo

Palmeiras perde pênalti, mas marca no fim e empata com São Paulo

Apesar de evitar a derrota no clássico em Barueri, o Palmeiras segue em má situação na Série A

O Palmeiras ignorou a "ressaca" pelo título da Copa do Brasil. Na noite deste domingo, a equipe de Palestra Itália, mesmo atuando boa parte do segundo tempo com um jogador a menos, conseguiu superar qualquer abatimento por um pênalti perdido pelo chileno Valdivia e empatar por 1 a 1 o clássico contra o São Paulo, disputado na Arena Barueri e válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Luís Fabiano anotou o gol do time tricolor, enquanto Mazinho igualou o marcador.

Apesar de evitar a derrota no clássico em Barueri, o Palmeiras segue em má situação na Série A. O time de Luiz Felipe Scolari soma seis pontos e segue na incômoda 19ª e penúltima posição. O São Paulo, por outro lado, perdeu a chance de entrar no G-4 da competição com o empate: a equipe, que contou com a estreia do técnico Ney Franco, acumula 16 pontos e ocupa o quinto posto na tabela de classificação.

Depois do clássico deste domingo em Barueri, o Palmeiras voltará a encontrar o Coritiba pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Palestra Itália viaja a Curitiba, justamente onde comemorou a Copa do Brasil, para enfrentar o vice-campeão do torneio nacional na próxima quinta-feira, às 21h (de Brasília). Já o São Paulo encara o Vasco na quarta, às 21h50, no Estádio do Morumbi.

A tão comentada ¿ressaca¿ palmeirense, em virtude do título da Copa do Brasil conquistado na última quarta-feira, não apareceu no compromisso deste domingo na Arena Barueri. A equipe de Luiz Felipe Scolari comandou o ritmo de jogo e encontrou um adversário surpreendentemente acuado e que se limitou a buscar o gol em contra-ataques puxados por Jadson e Osvaldo.

Apesar de mais cauteloso no início do duelo, o São Paulo foi justamente quem abriu o marcador. Em jogada ensaiada, Jadson levantou a bola na medida para Luís Fabiano. O centroavante, sozinho, desviou para as redes defendidas pelo goleiro Bruno. Festa da torcida visitante na fria noite que climatizou o clássico na Arena Barueri.

O quinto gol de Luís Fabiano no Campeonato Brasileiro permitiu ao São Paulo adotar uma postura ainda mais cautelosa. A equipe do Morumbi, reforçada na marcação - ao contrário do que ocorrera na época de Emerson Leão, Cortez pouco avançou ao ataque -, permitiu ao Palmeiras crescer e criar duas grandes chances ao final da primeira etapa. Denis, aos 24min em chute de Betinho, e aos 25min em cabeçada de Leandro Amaro, salvou o time tricolor.

O Palmeiras retornou do intervalo apresentando o mesmo volume de jogo: controlando a posse de bola e criando boas chances de gol. Entretanto, aos 8min, Henrique complicou o clube alviverde. O zagueiro/volante deu um carrinho em Douglas e recebeu o segundo cartão amarelo. Expulsão que deixou a equipe de Felipão desfalcada até o final do jogo.

Embora tenha perdido um importante nome por conta do cartão vermelho, o Palmeiras teve uma grande chance para empatar aos 11min. Valdivia fez grande jogada na entrada da área e só foi parado por Rafael Tolói. Na cobrança, o meia chileno não teve a mesma competência e viu Denis defender a batida no canto direito.

Mesmo com a vantagem numérica, o São Paulo seguiu cauteloso, permitindo ao Palmeiras controlar os espaços e avançar no gramado. A postura retraída acabou castigada aos 36min. Depois de escanteio cobrado pela direita, Mazinho desviou e viu Denis, o melhor são-paulino em campo, praticar uma linda defesa. Na sobra, após desvio, o próprio Mazinho aproveitou desatenção de Douglas para cabecear e igualar o marcador.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 1 SÃO PAULO

Gols:

PALMEIRAS: Mazinho, aos 36min do 2º tempo

SÃO PAULO: Luís Fabiano, aos 12min do 1º tempo

PALMEIRAS: Bruno; Arthur, Maurício Ramos (Maikon Leite), Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Márcio Araújo, João Vítor e Valdivia; Mazinho (Fernandinho) e Betinho (Cicinho).

Técnico: Luiz Felipe Scolari.

SÃO PAULO: Denis; Douglas (Willian José), Rafael Tolói, Rhodolfo e Cortez; Denilson (Maicon), Casemiro (Rodrigo Caio), Cícero e Jadson; Osvaldo e Luís Fabiano.

Técnico: Ney Franco.

Cartões Amarelos

PALMEIRAS: Henrique, Maikon Leite, Cicinho e João Vitor

SÃO PAULO: Rafael Telói, Denílson e Osvaldo

Cartões Vermelhos

PALMEIRAS: Henrique

Público e renda

8.374 pagantes e R$ 301.620,00

Árbitro

Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa-RJ)

Local

Arena Barueri, em Barueri (SP)

Fonte: Terra