Palmeiras vence e lidera o Paulista

Com um time mesclando titulares e reservas, o Palmeiras venceu de virada

Com um time mesclando titulares e reservas, o Palmeiras venceu de virada o Botafogo-SP e confirmou a primeira posição na fase de classificação do Campeonato Paulista, fechando com 44 pontos. O resultado na tarde deste domingo, no Palestra Itália, construído com gols de Ortigoza e Diego Souza, faz com que a equipe enfrente o Santos na semifinal da competição, que venceu a Ponte Preta por 3 a 2 nos últimos minutos do confronto e ficou com a quarta e última vaga.

O Palmeiras joga por dois empates com o Santos para chegar a sua segunda final consecutiva do Paulista e buscar o bicampeonato do torneio. A outra semifinal será entre São Paulo e Corinthians. Os jogos acontecem no próximo fim de semana.

Agora, o Alviverde volta todas as suas atenções para o confronto com o Sport, nesta quarta-feira, pela Taça Libertadores. Ainda sem pontuar no torneio continental depois de duas derrotas em dois jogos, o time de Vanderlei Luxemburgo encara o confronto como decisivo para as suas pretensões no campeonato, pois é o lanterna do Grupo A.

Com uma cara um pouco diferente, o Palmeiras enfrentou o Botafogo-SP mesclando jogadores titulares e reservas. Sem poder contar com Pierre e Maurício Ramos, o time de Vanderlei Luxemburgo teve o retorno do experiente Edmílson, que atuou como volante na partida. Danilo e Marcão ficaram responsáveis pela zaga alviverde.

E foi justamente o pentacampeão que levou o primeiro susto ao Botafogo-SP, aos 26 minutos. Após cobrança de falta, ele raspou a cabeça na bola para a defesa de Everton. Três minutos depois foi a vez de Keirrison chutar para nova defesa do arqueiro botafoguense.

Sem ver grandes jogadas do ataque alviverde, restou ao torcedor que esteve presente ao Palestra Itália vibrar com os gols do Mirassol, que vencia o Corinthians na primeira etapa do confronto. Ou reclamar do gol sofrido em falha do goleiro palmeirense Bruno, que substituía Marcos, poupado para o jogo em Recife.

Em cobrança de falta da intermediária, Betão arriscou e encobriu o arqueiro palmeirense, que estava no meio da pequena área. Um golaço aos 43 minutos para abrir o marcador em 1 a 0 para o Botafogo-SP e que, aliado ao resultado do São Paulo com o São Caetano, custava a primeira posição no Paulistão.

- Eu estava posicionado na linha da pequena área e ele bateu para o gol. Mérito dele - lamentou Bruno.

Ortigoza "Coalhada" e Diego Souza mudam a partida

Da famosa turma do amendoim veio o recado. Enquanto alguns pressionavam Keirrison pela volta da fase de matador -ele completou quatro jogos sem marcar-, outros preferiam o "Vai, Coalhada!" para o atacante paraguaio Ortigoza, que substituíu Lenny. E ele foi para as redes.

Aos 13 minutos, o camisa 30 recebeu passe de Cleiton Xavier e, depois de se desequilibrar e cair no chão, ainda conseguiu chutar e fazer 1 a 1 no Palestra Itália. Foi o terceiro gol do paraguaio com a camisa alviverde.

Dois minutos depois, a torcida palmeirense respirava mais aliviada ao ver Diego Souza soltar o grito perto das arquibancadas. Depois de bela jogada na grande área, o camisa 7 bateu no canto de Everton e correu para a galera na celebração do 2 a 1.

Ortigoza ainda teve chance de ampliar o placar aos 20 minutos, depois que Keirrison invadiu a área e soltou uma bomba. Everton espalmou e, no rebote, o paraguaio cabeceou para fora.

Com o placar a seu favor, o Palmeiras passou a administrar o resultado sem ser importunado pelo rival de Ribeirão Preto.

Com raros lampejos, o atacante Keirrison ainda pôde voltar a marcar, depois de boa jogada pelo lado direito, mas seu chute cruzado saiu caprichosamente pela linha de fundo.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com