Pan-Americano: Seleção Brasileira empata com a Argentina por 1 a 1 em Guadalajara

Pan-Americano: Seleção Brasileira empata com a Argentina por 1 a 1 em Guadalajara

A Seleção Brasileira abriu o placar com Henrique, do São Paulo, mas sofreu o gol de Araujo, do Boca Juniors

O Brasil saiu na frente, mas levou o empate da Argentina minutos depois e frustrou a expectativa de vitória na estreia do futebol masculino dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Em partida realizada no Estádio Omnilife nesta terça-feira, a Seleção Brasileira abriu o placar com Henrique, do São Paulo, mas sofreu o gol de Araujo, do Boca Juniors, na sequência e acabou com empate por 1 a 1, pelo Grupo B da competição.

No jogo, a Argentina começou melhor. Explorando as investidas pelo lado direito, Araujo tentava ingressar na grande área brasileira, mas era constantemente desarmado por Romário.

A Seleção respondeu na sequência, em cobrança de lateral com força cobrada por Lucas na cabeça de Rafael, que finalizou com perigo no canto esquerdo. No minuto seguinte, Cesar fez sua primeira defesa em chute perigoso de Martinez.

Os primeiros 20min do primeiro tempo do clássico seguiram truncados. Os argentinos mantinham uma pegada forte e entravam em divididas ríspidas com os brasileiros, como em lance que Ferreyra fez uma infração por trás de Henrique, atacante do São Paulo. Ataques perigosos, contudo, foram poucos, e o Brasil arriscava chutes de longa distância, principalmente com Lucas Zen.

A Argentina, por sua vez, respondia com cruzamentos na área. Em um deles, Pezzella recebeu na linha de fundo, quase na marca de escanteio, olhou para a área e alçou na cabeça de Araujo, que subiu entre os zagueiros brasileiros e cabeceou com força, para fora, à direita do goleiro Cesar. Por pouco, os argentinos não abriram o placar no Omnilife, e a partida seguiu com empate sem gols, com direito a vaias do público presente.

O técnico Ney Franco esperou até os 10min do segundo tempo para mexer no time. Insatisfeito com falta de criatividade, o comandante sacou Rafael e Lucas Patinho para colocar Felipe Amorim e Cidinho.

A mudança deu resultado sete minutos depois. Cidinho deu belo lançamento para Henrique, que invadiu a área e bateu cruzado, sem chances de defesa para Andrada. O gol finalmente levantou os torcedores presentes no Omnilife.

Atrás no placar, a Argentina se lançou à frente. O Brasil não soube aproveitar os espaços para os contra-ataques e foi castigado aos 28min. Araujo recebeu lançamento, apareceu nas costas da defesa brasileira e, quase sem ângulo, bateu cruzado para vencer o goleiro César e empatar a partida.

Com o placar igual, as duas seleções adotaram estilos mais cautelosos e o restante do segundo tempo foi parecido com a etapa inicial, sem muitas chances e emoção. Antes do apito final do árbitro, contudo, dois jogadores ainda tiveram tempo de ser expulsos: Romário, do Brasil, e Araujo, da Argentina.

Ao término do confronto, os torcedores voltaram a vaiar a atuação das duas equipes, que somaram um ponto cada pelo Grupo B do torneio. No outro jogo da chave, a Costa Rica derrotou Cuba por 1 a 0.

Ficha técnica

BRASIL 1 x 1 ARGENTINA

Gols

BRASIL:

Henrique, aos 17min do 2º tempo

ARGENTINA: Araujo, aos 29min do 2º tempo

BRASIL: Cesar; Madson, Luccas Claro, Romário e Henrique Miranda; Lucas Gonçalves, Lucas Zen (Cidinho), Felipe Anderson (Rodrigo) e Misael; Rafael (Felipe Amorim) e Henrique

Treinador: Ney Franco

ARGENTINA: Andrada; Pezzella, Lucas Kruspzky, Gonzales e Martinez; Ezequiel Cirigliano (Villafañez), Alejandro Laba, Ferreyra e Michael Hoyos (Fragapane); Araujo e Luque (Ruiz)

Treinador: Walter Perazzo

Cartões amarelos

BRASIL: Lucas Claro e Romário

ARGENTINA: Ferreyra e Kruspzky

Cartões vermelhos

BRASIL: Romário

ARGENTINA: Araujo

Árbitro

Omar Andres Ponce (EQU)

Local

Estádio Omnilife, em Guadalajara (MEX)

Fonte: Terra