Pato diz que quer ficar na Europa e descarta futebol chinês

Atacante diz não sentir segurança no país asiático

Alexandre Pato está novamente no Brasil. De férias, o atacante está emprestado até o fim de junho no Chelsea, clube que defendeu neste primeiro semestre. Com contrato até o final deste ano no Corinthians, o atacante lamentou as poucas chances no time inglês, mas ressaltou que deseja permanecer no futebol europeu.

"Mostrei que tenho capacidade de jogar lá, fiquei um pouco triste de não poder jogar mais, agora é esperar o final de junho para ver meu futuro. Quero esperar para ver se consigo ficar na Europa novamente", declarou Pato em entrevista ao canal Sportv.

Segundo Alexandre Pato, houve uma proposta do futebol chinês no início do ano, que chegou ao Corinthians e que pagaria 8 milhões de euros para o brasileiro. Contudo, ele não se mostrou animado com essa possibilidade.

"China tem que se pensar muito bem. Não sei se é seguro como as pessoas falam. Tudo bem, eles pagam salários muito altos, mas não sei se é o momento agora. Chegou proposta para o Corinthians, mas não foram os valores que falaram na época."

Contratado pelo Corinthians em 2013, ele não conseguiu deslanchar no Corinthians e teve um bom momento com a camisa do São Paulo, que proporcionou sua transferência para o futebol inglês. Sua primeira passagem na Europa, quando vestiu a camisa do Milan, foi o principal ponto negativo para sua carreira não decolar como se imaginava no começo da sua carreira.

"Teria sido melhor se não fossem as lesões dos tempos de Milan. Perdi algumas copas, perdi 2010, 2014. Corinthians me deu a confiança novamente, para chegar novamente no auge que estava no Milan. No meu primeiro ano, fui artilheiro junto com Guerreiro, mas a as pessoas lembram do pênalti que errei. Torcida me colocou de lado, alguns jogadores me colocaram de lado, poderiam ter me abraçado, e esse pênalti fez eu ir para o São Paulo", lembrou.


Alexandre Pato (Crédito: Getty)
Alexandre Pato (Crédito: Getty)


Fonte: Com informações da Espn