Paulo Ricardo se emociona e declara amor ao Flu. Veja!

Compositor de Rádio Pirata promete ida ao Engenhão em "decisão" contra Guarani

Quando o RPM lançou em 1986 a canção Rádio Pirata, o Fluminense vinha de um tricampeonato estadual e havia, dois anos antes, conquistado o Campeonato Brasileiro. O tempo passou e somente agora, em 2010, o Tricolor pode encerrar o jejum nacional. Das arquibancadas, uma versão criada em cima da composição de Paulo Ricardo vem embalando o time. O que deixa seu compositor emocionado.

Tricolor de coração, já tendo gravado CD cantando o hino do clube, Paulo Ricardo, em entrevista ao R7, revelou enorme ansiedade com a partida deste domingo (5), contra o Guarani.

Se vencer, o Fluminense voltará a ser campeão do Brasileirão após 26 anos. O que deve fazer a Rádio Pirata, sucesso absoluto da década de 1980, explodir entre os tricolores. Para a alegria do músico.

Torcidas criam versões de músicas

- Para um compositor, essa é a maior homenagem que se pode receber em vida. Ver a torcida do seu clube de coração, cantando uma música que você compôs, emociona.

A versão tricolor foi criada em 2009, pelo movimento popular Legião Tricolor, que ocupas as arquibancadas do Fluminense. De fácil letra, logo de cara caiu no gosto do torcedor, sendo a mais cantada nos jogos do clube neste Campeonato Brasileiro.

Flu deve ter apoio de organizada bugrina

- Me falaram no ano passado e fui logo ouvir para ver como ficou. Adorei. O Fluminense tem tantos compositores ilustres, como Chico Buarque, Evandro Mesquita, e logo a Rádio Pirata fez tanto sucesso.

Aos 47 anos, Paulo Ricardo tem ido com pouca frequência ao estádio. No entanto, afirma que não perde um jogo pela televisão e já planeja a ida para o confronto deste domingo contra o Guarani, no Engenhão.

- Tenho um show no sábado, mas é bem possível que eu vá. Fico muito nervoso nos jogos. Quando perdemos a Libertadores [2008], nos pênaltis, a sensação foi muito ruim. Não quero passar por isso de novo.

Recentemente, Paulo Ricardo foi sondado pela diretoria tricolor para fazer um show momentos antes de uma partida da equipe. A ideia era atrair mais torcedores para os jogos no Engenhão, que não receberam bons públicos ao longo do Brasileiro. A agenda de Paulo Ricardo o impediu de cantar para a sua torcida. Entretanto, é algo que ele espera fazer em breve.

Ingressos para Flu x Guarani estão esgotados

- Já conversei com a diretoria. Quem sabe com o título não role? Mas vamos esperar vencer para pensar nisso. O futebol é uma caixinha de surpresa, a gente sabe disso e não pode haver oba oba. Mas estou muito confiante. Acredito muito nos jogadores e na conquista do título.

E, como torcedor, o músico sonha com um placar elástico na partida. De preferência, com gol de seu jogador favorito, que não marca há 14 partidas.

- Acho que vai ser 3 a 1. Depois da goleada no São Paulo [4 a 1] fiquei ainda mais confiante. Era cada chutaço do Conca. Mas queria muito que o Washington marcasse. Gosto muito dele e seria um fim a essa maldição.

Fonte: R7, www.r7.com