Peixe e Fábio Costa renegociam salários

Goleiro não abre mão do valor total de seu contrato

Com problemas de fluxo de caixa para acertar salários atrasados e mantê-los em dia, a diretoria do Santos está renegociando os vencimentos do goleiro Fábio Costa, que recebe um valor mensal bem acima do teto estipulado pelo novo presidente alvinegro, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro. A primeira rodada de conversas foi realizada nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé, em Santos, e, segundo o agente do jogador, Marcelo Goldfarb, foi bem proveitosa.

- Acredito que demos um passo importante para a permanência do Fábio no Santos - explicou.

No entanto, o avanço não foi suficiente para que o martelo tenha sido batido. Fábio Costa tem contrato com o Peixe até 2012 e não abre mão do montante total do contrato. Nenhuma das partes revela os valores, mas é algo em torno de R$ 9 milhões. Uma das soluções propostas (e a que deverá ser adotada) é a seguinte: clube e goleiro negociam uma ampliação do contrato (provavemente por mais 18 meses).

Dessa forma, o salário mensal diminui. É uma espécie de refinanciamento, uma solução emergencial. Como tal, implica em custos para o clube. Com o aumento no prazo para o pagamento do contrato de Fábio, há acréscimo de juros. Ou seja, os R$ 9 milhões podem se transformar em R$ 10 milhões ou mais.

Existiu ainda a hipótese de empréstimo de Fábio Costa para outro clube. Já houve algumas sondagens. No entanto, o goleiro não aceitou nenhuma, pois prefere permanecer no Peixe e em Santos.

- Acredito que até o final da semana essa questão esteja solucionada - concluiu Goldfarb.

Fábio Costa ainda se recupera de lesão no pé direito, sofrida no primeiro semestre do ano passado.

Fonte: Globo, www.globo.com