Pelé não irá ao Maracanã para a final da Copa das Confederações

Pelé não irá ao Maracanã para a final da Copa das Confederações

Pelé também não estará presente na final da Copa das Confederações, neste domingo, no Maracanã.

Ausente na abertura da competição, no último dia 15, em Brasília, Pelé também não estará presente na final da Copa das Confederações, neste domingo, no Maracanã, quando Brasil e Espanha decidem o título do evento teste do Mundial. O jogo, que começa às 19h.

Embaixador da Copa do Mundo pelo Governo Federal, Pelé havia informado à Fifa (Federação Internacional de Futebol) que estaria na decisão. Mas mudanças na agenda profissional e pessoal do "Rei" fizeram com que ele se ausentasse novamente do cerimonial da competição.

Apurações mostra cancelamento de um compromisso no Rio de Janeiro com um patrocinador, a marca de relógios Hublot, junto da vinda para o Brasil de familiares que moram nos Estados Unidos fizeram Pelé desistir de acompanhar in loco a final.

Na abertura, a ausência de Pelé causou desconforto no estafe presidencial, segundo apurações. Ele havia sido escolhido pela presidente Dilma Rousseff para representar o Governo Federal na programação referente ao Mundial.

Como se não bastasse ter sido vaiada no estádio Nacional, Dilma preferia ter sido fotografada ao lado de Pelé a ser clicada com José Maria Marin, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e do COL (Comitê Organizador Local) da Copa do Mundo de 2014.

Com a ausência de seu embaixador no Estádio Nacional de Brasília, Dilma ficou isolada na tribuna entre Joseph Blatter, presidente da Fifa, e Marin. A presença do mais famoso camisa 10 da seleção em todos os tempos não mudaria a ordem dos assentos, mas diminuiria o impacto do encontro entre ela e Marin, na opinião do estafe presidencial.

A justificativa para a ausência na abertura foi uma cirurgia feita por Pelé no quadril, no final do ano passado. A intervenção havia atrasado a agenda comercial do "Rei", que precisou daquele sábado, data da abertura da Copa das Confederações, para colocá-la em dia.

Fonte: UOL