Peru respeitou muito Brasil e deixou Neymar livre, diz Guerrero

Brasil, aos 46 do segundo tempo, conseguiu vencer o Peru.

O Brasil conseguiu vencer o Peru nos acréscimos, em  partida ocorrida  no Estádio Municipal Germán Becker, em Temuco, no Chil, no último domingo (14). A seleção de Dunga precisou jogar mais 86 minutos até conquistar um triunfo por 2 a 1. Paolo Guerrero, que deu muito trabalho para a defesa brasileira, não parece satisfeito com o resultado.

Image title

"A gente sabia que ia ser difícil e devia estar mais concentrado, com agressividade na marcação. A gente pecou na concentração e respeitou muito o Brasil", disse Guerero insatisfeito com o resdultado obtido por seus companheiros.

Segundo o peruano,  a  'não marcação' em cima de Neymar prejudicou o desempenho da equipe do Peru.

"A Seleção Brasileira não depende de Neymar, mas hoje o deixamos jogar. A mim não deixaram jogar porque a cada vez que tocava na bola, me faziam falta. Deixamos o Neymar jogar muito solto. Tomamos um gol que não devíamos, no pequena área, com o Neymar sozinho. Essas coisas não devem acontecer em uma seleção", declarou.

Fonte: Com informações do Terra