Piauí quer ser vibrante no Campeonato Chevrolet 2013

Piauí quer ser vibrante no Campeonato Chevrolet 2013

Atualmente, 30 jogadores estão a disposição do treinador Fernando Tonet na sede do Enxuga Rato.

São 27 anos sem um título do Estadual. Esta é a sina do Piauí Esporte Clube, que quer quebrar esse longo jejum sem títulos. Para isso, montou uma equipe forte para disputar o Campeonato Piauiense Chevrolet 2013 de Futebol.

Atualmente, 30 jogadores estão a disposição do treinador Fernando Tonet na sede do Enxuga Rato, que dispensou dois ontem, sendo o zagueiro Alex e o volante Vebo. Ambos não conseguiram entrar no esquema que o treinador queria. E ainda têm dois entregues ao departamento médico: Alemão, o volante, e Rafael, zagueiro. Os dois com problemas musculares.

O Piauí é um dos times da capital que montou uma boa estrutura na sua sede, além de uma equipe que promete disputar o título da competição com jogadores locais e de outras praças, mas tendo como base jogadores experientes que já brilharam em outras equipes e agora defendem as cores rubroanis nesta temporada com direito a poder contar também com um elenco base do ano passado em que Fabiano e Boiadeiro, além de Darlen, fizeram do ataque do Piauí uma arma poderosa diante dos seus adversários que pretendem fazer novamente neste novo campeonato.

Neste começo de torneio, cuja transmissão será feita pela Rede Meio Norte, o Piauí se prepara para en- frentar o 4 de Julho num jogo dificil em que vai prevalecer muito ter um time bem montado e um esquema-tático que saiba se defender e atacar bem para conseguir uma vitória fora de casa.

O Piauí tem hoje uma boa estrutura, além do suporte financeiro e patrocinadores que dão totais condições para que os atletas e a comissão técnica desenvolvam um trabalho à altura da tradição do futebol do Piauí Esporte Clube, pois o último título foi no ano de 85 e desde então o Enxuga Rato vem correndo atrás do título Estadual e que parece estar bem perto com este novo trabalho que vem sendo desenvolvido.

Assim como o River e Flamengo da capital, o Piauí quer que o título da temporada fique mesmo aqui e não vá para o interior, pois as equipes conseguiram formar bons times e jogar à altura dos seus adversários, e principalmente contar com o apoio dos seus torcedores nos jogos que vão acontecer na capital, o que pode ser considerado fator positivo é a estrutura da equipe do Piauí, pois a começar pelo goleiro Neto, que é bastante experiente, e seus atacantes, como Boiadeiro, que hoje é a referência no ataque, além de jovens valores oriundos dos próprios bairros de Teresina que ganharam uma oportunidade de se juntar ao elenco profissional do Piauí, como é o caso do jovem Lucas, de 19 anos, que participou de um amistoso e acabou conquistando uma vaga no time principal.

Neste cenário esportivo, o Piauí espera agora o momento de estrear na competição e finalizou a sua série de preparação para competição e hoje realiza somente um apronto, ou seja, um estilo rachão para descontrair os jogadores, antes da estreia pra valer contra o 4 de Julho.

O Piauí que tirar proveito dos 27 anos sem título botando as mãoes na taça deste ano.

Uma dupla do barulho

Eles se completam: Boiadeiro e Fabiano. Um é matador dentro da grande área e o outro é jogador de explosão, velocidade pura. E é dessa mistura que o técnico do Piauí, Fernando Tonet, quer tirar proveito diante dos seus adversários e a boa fase dessa dupla vai dar muita dor de cabeça aos zagueiros adversários.



Boiadeiro é do tipo de centroavante que gosta de jogar dentro da grande área e aproveitar justamente a bola que está chegando e finaliza como niguém, além de tudo ele que ser o artilheiro do campeonato. Boiadeiro quer comandar a bola como se fosse uma boiada bem conduzida rumo as redes.

Já para Fabiano, o grande lance vai ser mesmo deixar os adversários para trás e se prevalecer do bom preparo físico que o soldado tem, pois ele é soldado do Exército e está emprestado ao Piauí como bom recruta que cumpre as suas funções com dedicação e no quartél do Piauizão vibrante ele é peça fundamental para furar as trincheiras do adversário e colocar a bola no ponto dos seus companheiros marcarem o gol.

Fonte: Miguel Mendes, TV Meio Norte