Prestes a perder Hernane, o Fla pega Emelec; pressão por vitória

Prestes a perder Hernane, o Fla pega Emelec; pressão por vitória

A notícia da provável venda de Hernane para o futebol chinês, entretanto, só aumentou o nervosismo do torcedor rubro-negro

Um jogo que começou com apreensão 30 horas antes de a bola rolar. A derrota para o León, na estreia, por si só transformaria o confronto com o Emelec, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Maracanã, em algo tenso para o Flamengo, pela segunda rodada do Grupo 7 da Libertadores.

A notícia da provável venda de Hernane para o futebol chinês, entretanto, só aumentou o nervosismo do torcedor rubro-negro, que terá que esperar até minutos antes da partida para saber se poderá contar com seu principal goleador para se recuperar na competição continental.

Relacionado por Jayme de Almeida, o Brocador só entrará em campo se o Shangai Shenhua não der garantias bancárias ao Flamengo do pagamento de 3,5 milhões de euros (R$ 11,2 milhões) por 50% dos direitos econômicos do jogador. A proposta formalizada no fim da noite de segunda-feira agradou os rubro-negros, que a aceitaram e dependem apenas da confirmação de que receberão à vista para liberação. Caso tudo se resolva até momentos antes do jogo com o Emelec, Hernane será substituído por Alecsandro. A janela de transferências para o futebol da China se encerra na próxima sexta-feira.

A presença de Hernane é a única dúvida na escalação da equipe, que terá Muralha na vaga de Amaral, expulso na estreia, diante do León. Os mexicanos, por sinal, são os líderes da chave, com quatro pontos, seguidos pelo próprio Emelec, com três, e o Bolívar, com um. Lanterna com um jogo a menos, o Fla precisa fazer valer o mando de campo nas duas próximas rodadas (pega os bolivianos, dia 12 de março) para ficar em situação tranquila na competição.

O duelo desta quarta-feira colocará o Flamengo novamente frente a frente com o último dos seus muitos carrascos nos últimos anos pela Libertadores. Se não foi uma eliminação direta, como para Defensor (URU), La U (CHI) e América do México, o Emelec foi quem tirou a vaga rubro-negra nas oitavas de final em 2012. Ao vencer o Olimpia por 3 a 2, no Paraguai, com gol aos 47 do segundo tempo, o time do Equador se garantiu na segunda fase da disputa. Àquela altura, o Fla aguardava o resultado no gramado do Engenhão, após vencer o Lanús, para conhecer seu destino.

A partida marcará também o retorno do Flamengo ao Maracanã pela Libertadores. Como em 2012 todas as partidas foram realizadas no Engenhão, por conta das obras para Copa do Mundo, a última exibição da equipe em sua casa habitual aconteceu no dia 12 de maio de 2010, com derrota por 3 a 2 para Universidad de Chile, pelas quartas de final. O resultado foi determinante para eliminação, oito dias depois, apesar da vitória por 2 a 1, em Santiago. Até o momento, o clube vendeu mais de 30 mil ingressos para o reencontro.

O trio de arbitragem para este jogo será argentino. Neston Pitano é o juiz do duelo, auxiliado por Hernan Maidana e Juan Belatti. A Rede Globo transmite para RJ, RS, PR, ES, TO, BA, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA, MT, AM, RO, AC, RR, AP e DF, e o SporTV também mostra a partida. O GloboEsporte.com acompanha todos os lances em tempo real.

Fonte: GloboEsporte