"Protagonistas", Neymar e Pato duelam por objetivos distintos no Morumbi

Protagonistas de Corinthians e Santos, respectivamente, atacantes duelam por objetivos diferentes neste domingo: reafirmação contra crescimento

Eles são os jogadores mais badalados do Brasil no momento. No último fim de semana, estavam juntos em uma famosa casa noturna paulistana comemorando o aniversário de um deles. Neste domingo, a partir das 16h, estarão frente a frente, medindo forças, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Paulista. As trajetórias e os momentos que vivem atualmente em suas respectivas carreiras são distintos, mas ambos têm peso semelhante para suas equipes: chegou a hora de Santos x Corinthians. Chegou a hora de Neymar x Alexandre Pato.



O status de estrela aproxima os atacantes. Ambos são alvos da ala feminina de suas respectivas torcidas. Seja na Vila Belmiro, no Pacaembu ou em qualquer estádio pelo Brasil, Neymar e Pato sempre arrancam gritos histéricos de fãs em busca de autógrafos, fotos ou de um simples aceno. Outro ponto em comum: os dois namoram famosas. O craque santista está saindo com Bruna Marquezine, atriz da TV Globo; o astro corintiano é companheiro de Bárbara Berlusconi, filha do ex-primeiro ministro da Itália, Silvio Berlusconi.

Em plena evolução no Corinthians, Alexandre Pato fará sua oitava partida pelo clube - a quarta como titular. Ele acumula três gols e vem de grande atuação na vitória por 2 a 0 sobre o Millonarios, da Colômbia, na última quarta-feira. O desempenho agradou tanto a comissão técnica que ele ganhou o lugar de Emerson Sheik, herói do título da Libertadores no ano passado.

No caso de Neymar, a tarde será de retorno. Expulso na derrota do Peixe por 3 a 1 para a Ponte Preta, há duas semanas, o atacante entra em campo para provar mais uma vez que pode levar o Santos ao seu quarto título estadual consecutivo. E, de quebra, ajudar o técnico Muricy Ramalho, questionado por torcedores, conselheiros e até mesmo dirigentes do clube após a instabilidade neste início de temporada. As recentes atuações sem brilho dão motivação para o camisa 11 voltar a apresentar seu bom futebol no clássico.

Dentro dos respectivos elencos, os status do corintiano e do santista são diferentes. Recém-chegado ao clube do Parque São Jorge, comprado do Milan por R$ 40 milhões, Alexandre Pato rapidamente se integrou ao restante dos companheiros, apesar do jeito tímido e retraído. Ao lado do meia Renato Augusto e do zagueiro Gil - outros dois reforços do Timão para 2013 - o atacante representa uma peça nova em meio a um elenco que não perdeu nenhum atleta, mesmo após o bicampeonato mundial, conquistado em dezembro.

No Corinthians, o camisa 7 busca a superação, após ser atrapalhado por nada menos que 15 lesões no tempo em que atuou pelo Milan, da Itália. Apesar dos holofotes inevitavelmente voltados para ele, Pato demonstrou humildade desde que chegou ao clube: negou ser uma estrela e logo se adequou à filosofia de igualdade pregada pelo técnico Tite. O atacante quer mostrar seu valor, mas ao mesmo tempo provar que é só mais um ?louco do bando?, como a Fiel gosta de definir.

Por outro lado, a trajetória de Neymar pelo Santos é vasta. Desde sua estreia como profissional, aos 17 anos, em 2009, o garoto conquistou seis títulos. Tornou-se uma espécie de ?presidente? do elenco, mesmo sendo um dos mais jovens - 21 anos. Sondado por clubes europeus e constantemente comparado ao argentino Lionel Messi, comandou o Peixe como protagonista da terceira geração de Meninos da Vila. Recolocou o clube no topo da América, após 48 anos. Unanimidade, principalmente para os santistas, mas também entre os rivais.

O craque é tão importante para o Santos que, hoje, enfrentar o Peixe significa ter de parar Neymar. Para o Corinthians, não será diferente. Mal havia acabado a partida contra o Millonarios, na quarta, e o santista já era o assunto mais comentado entre os corintianos.

- O Neymar vem de uma grande sequência de jogos e vive um bom momento. O Pato acumulou uma série de lesões e está voltando agora. Ele tem muito a evoluir ainda. São dois grandes jogadores, mas não tem como comparar um ao outro - avaliou o corintiano Renato Augusto.

Espaço na Seleção também está em jogo. Enquanto Pato já viveu momento de badalação na era Mano Menezes, mas hoje luta para se reafirmar e provar a Luiz Felipe Scolari que pode vestir a camisa amarela, Neymar segue como principal destaque do Brasil e representa a maior esperança para a Copa do Mundo de 2014. Quem sabe, formando dupla com o adversário deste domingo.

Em campo no estádio do Morumbi, os últimos dois campeões da Taça Libertadores da América. Protagonistas do futebol brasileiro e mundial, com dois dos melhores atacantes do mundo. Independentemente do momento, corintianos e santistas só esperam uma coisa de Alexandre Pato e Neymar nesta tarde: gols.

Fonte: GloboEsporte.com