"Provavelmente terei de vender Kaká", afirma Silvio Berlusconi, dono do Milan

Silvio Berlusconi disse que dificilmente conseguirá segurar Kaká

O Dono do Milan e primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou neste sábado à imprensa italiana que dificilmente conseguirá segurar Kaká. Segundo o político, se o jogador quiser sair, ele não terá o que fazer, pois a quantia que está sendo oferecida pelo Manchester City é impossível de ser coberta.

- Eu provavelmente terei de vendê-lo. City fez uma grande oferta por Kaká, mas de 15 milhões por ano líquido para ele. Nada está decidido ainda, mas é muito difícil pedir para alguém ficar e respeitar seu contrato quando lhe foi oferecido tal quantia. Você precisa ser ético, ter respeito, assim como fizemos com Shevchenko, quando ele foi para o Chelsea. Eu não sei como disse não para Kaká, uma pessoa séria, honesta, que terá a chance de ganhar muito mais em outro clube - explicou o político à imprensa italiana.

O desejo de Berlusconi é ver o brasuca com a camisa do Milan por muitos anos, mas o dono do clube reconhece que não poderá sequer oferecer um aumento ao jogador, caso ele decida ficar no San Siro, ainda que Kaká seja "um símbolo do clube".

- Ele (Kaká) já recebe bem e seria um esforço muito grande para as finanças do clube aumentá-lo ainda mais. Além disso, não poderemos aumentar o salário dele, porque se fizermos isso, teremos de fazer por todos os outros jogadores - afirmou Berlusconi.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com