Rafael Sobis volta ao Inter falando em disputar posição

Rafael Sobis volta ao Inter falando em disputar posição

Depois de arrematar o título da América em 2006, Sobis não participou do Mundial de Clubes, contra o Barcelona, mas ganhou o mundo.

Quatro anos se passaram e parece que Rafael Sobis volta ao mesmo ponto na carreira. Um momento especial. Um momento de decisão da Libertadores. O atacante está de volta ao Beira-Rio, após o longo período de especulações que antecedeu a sua contratação, para a disputa das fases finais do torneio, que ajudou o Inter a conquistar, em 2006.

"A fase ruim da Libertadores eu não participei. Só cheguei na boa. Vou disputar a posição", declarou.

Sua apresentação ocorreu na tarde desta quinta-feira, no Beira-Rio, onde o atacante fez suas primeiras partidas como profissional e marcou os gols mais importantes de sua carreira.

Depois de arrematar o título da América em 2006, Sobis não participou do Mundial de Clubes, contra o Barcelona, mas ganhou o mundo. Atuou no Bétis e no Al-Jazira, onde estava até a metade do ano. O jogador chega para solucionar o problema no ataque colorado. Alecsandro anda sem um companheiro desde o início da temporada.

"Preciso me adaptar ao nosso futebol de novo. Há uma diferença grande em relação à Espanha e à Arábia. É uma oportunidade única. Estou com motivação extra. Estou com mais experiência. A vontade é a mesma ou maior. Quero estar bem o mais rápido possível", comentou.

Os dirigentes ainda trabalham nos bastidores para que o novo reforço, junto com Tinga e Renan, também recém-contratados, possam estar em campo no fim do mês, diante do São Paulo, nas semifinais da Libertadores. Para isso, articulam uma manobra política para antecipar a janela de transferências.

Vencer a Libertadores pode significar a chance de terminar algo inacabado para o atacante. Logo após a conquista de 2006, Sobis foi negociado, assim como Bolívar e Tinga, que assim como o atacante voltaram ao Inter.

O retorno do atacante durará pelo menos um ano, período do seu empréstimo. Ao término dele, o Inter terá a opção de adquirir o jogador em definitivo junto ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes.

Fonte: Terra