Real Madrid bate Sevilla e agora seca Barça para ser campeão

Real Madrid bate Sevilla e agora seca Barça para ser campeão

Com vitória de 3 a 0 no Santiago Bernabéu, Real depende de derrota do rival contra o Rayo Vallecano

O Real Madrid fez sua parte e pode ser campeão neste domingo. O time de José Mourinho venceu o Sevilla por 3 a 0 no Santiago Bernabéu, com gols de Cristiano Ronaldo e Benzema (dois), pela 36ª rodada, e agora tem que secar o Barcelona para garantir o título do Campeonato Espanhol por antecipação. Em festa, a torcida merengue deixou o estádio cantando "Campeones, campeones, oé, oé, oé".

Os merengues lideram com 91 pontos, dez a mais que o Barça, faltando três jogos (a 20ª rodada será disputada em 2 de maio). Se a equipe de Pep Guardiola for derrotada pelo Rayo Vallecano neste domingo, às 16h30m (de Brasília), fora de casa, a taça é do Real. Um empate entre Barça e Rayo não garante o título para a equipe merengue porque a diferença ficaria em nove pontos e o clube catalão leva vantagem no confronto direto (vitória de 3 a 1 e derrota de 2 a 1), que é o critério de desempate.

Na última semana, os dois gigantes da Espanha foram eliminados na semifinal da Liga dos Campeões. Na terça, o Barça empatou em 2 a 2 com o Chelsea e ficou fora da final do dia 19 de maio. Já o Real caiu nos pênaltis para o Bayern de Munique, um dia depois.

Na sexta, Guardiola anunciou que não treinará o clube catalão na próxima temporada e que seu auxiliar, Tito Vilanova, será o comandante de Lionel Messi & cia. Sem a Champions e praticamente sem chances no Espanhol, a última oportunidade para o Barça ser campeão na temporada é a Copa do Rei contra o Athletic Bilbao, dia 25 de maio, no estádio Vicente Calderón.



Camisa do Real em homenagem a Canales, que está emprestado ao Valencia (Foto: Reprodução)

Os jogadores do Real Madrid entraram em campo com camisas em homenagem a Sergio Canales. O meia, emprestado pelo clube merengue ao Valencia, sofreu uma lesão no ligamento do joelho direito durante a semifinal da Liga Europa contra o Atlético de Madri, quinta, e ficará seis meses fora.

Após o jornal francês "L"Equipe" ter divulgado que Kaká e Higuaín haviam se encontrado com o presidente do Paris Saint-Germain recentemente, Mourinho deixou a dupla no banco e não utilizou o brasileiro e o argentino contra o Sevilla.

O primeiro gol do jogo foi marcado aos 19 da etapa inicial por Cristiano Ronaldo, que recebeu de Benzema na área, deu um belo drible em Coke e bateu sem chances para o goleiro Varas. Foi o 43º gol do português, artilheiro do Espanhol. Aos 36, o português acertou a trave após cobrança de falta de dois toques dentro da área.

Na etapa final, Benzema balançou a rede duas vezes. Aos três minutos, Di María cruzou, a zaga falhou e o francês chutou para o fundo da rede. O camisa 9 fechou o placar aos seis, quando recebeu bom cruzamento de Sergio Ramos e cabeceou de "peixinho".

Maior campeão espanhol com 31 taças, o Real não conquista o torneio nacional desde a temporada 2007/2008. Depois, o clube merengue viu o Barça de Guardiola ser tricampeão (2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011). No ano passado, a equipe de Mourinho venceu a Copa do Rei contra o maior rival, mas foi eliminado pelo time catalão na semifinal da Champions (o Barça ganhou o título europeu).

Na próxima quarta, o Real visita o Athletic Bilbao, fora, pela 20ª rodada. Os últimos rivais no Espanhol serão Granada, fora (37ª rodada), e Mallorca, no Bernabéu (38ª rodada).

Fonte: Globo Esporte