Real Madrid ignora pressão, vence o Atlético de Bilbao e leva título por antecipação

Real Madrid ignora pressão, vence o Atlético de Bilbao e leva título por antecipação

Gols de Higuaín, Özil e Cristiano Ronaldo em San Mamés garantem a 32ª conquista merengue

O Athletic Bilbao prometia fazer de "La Catedral" um caldeirão nesta quarta-feira. A torcida, convicta de que seria um 12º jogador, até seguiu o script. Mas em campo é preciso muito mais do que vaias e canções empolgantes para superar uma equipe que foi derrotada apenas cinco vezes em toda a temporada. Esse é o Real Madrid, que ignorou a pressão em San Mamés, venceu por 3 a 0, em jogo adiado pela 20ª rodada, e conquistou, com duas rodadas de antecipação, o Campeonato Espanhol pela 32ª vez.


Real Madrid ignora pressão, vence Bilbao e leva título por antecipação

Os gols que garantiram o título foram marcados por Higuain, Özil e Cristiano Ronaldo. O craque português ainda perdeu um pênalti quando o placar estava zerado, mas fechou o placar com uma cabeçada, além de dar o passe para o meia alemão fazer o segundo. O camisa 7 soma 44 tentos na competição e está a dois do argentino Lionel Messi, do Barcelona.

O clube catalão, por sinal, não pode mais alcançar o arquirrival mesmo depois de golear o Málaga, por 4 a 1, no Camp Nou, por somente restarem duas rodadas. A diferença entre ambos é de sete pontos (94 a 87) e, por mais que vença no confronto direto (fez 3 a 1 no Santiago Bernabéu e sofreu 2 a 1 no Camp Nou), dependia de um tropeço ainda nesta quarta para seguir vivo na luta pelo tetracampeonato.

Além de quebrar a hegemonia do time comandado por Josep Guardiola, José Mourinho conseguiu o seu primeiro Espanhol, alcançando desta forma o sétimo troféu de campeonato em quatro países diferentes, um fato inédito - ele coleciona dois títulos no Porto (2002/03 e 2003/04), no Chelsea (2004/05 e 2005/06) e no Internazionale de Milão (2008/09 e 2009/10). No Real, o treinador já havia conquistado a Copa do Rei na última temporada.

Meio caminho andado

Não chegou a ser uma blitz, mas o Real Madrid impôs um forte ritmo para abrir ótima vantagem ainda na primeira metade da etapa inicial. Aos 11, Sergio Ramos cabeceou a bola após escanteio e viu Javi Martínez cortar com as mãos. Pênalti que Cristiano Ronaldo perdeu até com certa displicência. Iraizoz fez a defesa no meio do gol.

Pequena, mas feliz: torcida do Real faz a festa perto dos jogadores (Foto: Reuters)A excelente oportunidade desperdiçada esteve longe de abalar os visitantes. Pouco depois, aos 15, o placar foi aberto com Higuaín. O argentino, surpresa na escalação, acertou um chutaço de fora da área em contra-ataque puxado por Cristiano Ronaldo e Özil. Era o trio que ditava o ritmo do Real. Aos 19, o coadjuvante Xabi Alonso descolou ótimo lançamento para Cristiano Ronaldo que, da direita, cruzou na medida para Özil completar: 2 a 0 e meio caminho andado.

O Bilbao não estava morto, longe disso. Não à toa o time de Marcelo Bielsa é finalista da Liga Europa - fará a decisão contra o Atlético de Madri, no próximo dia 9, em Bucareste. Mas não pôde medir forças com o semifinalista da Liga dos Campeões, que ainda não tinha o argentino Di María, suspenso - os brasileiros Marcelo e Kaká começaram novamente no banco de reservas.

Se Casillas pouco trabalhava - ainda contou com a ajuda da trave duas vezes -, Iraizoz era o responsável por evitar um placar dilatado. Aos quatro minutos do segundo tempo, no entanto, o goleiro do Bilbao contou com grande ajuda de sua defesa, que impediu a finalização merengue depois de Higuaín quase marcar. Na cobrança de escanteio, porém, Cristiano Ronaldo acertou uma cabeçada sem chances e ampliou.

A tarefa dos merengues ficou ainda mais fácil depois que Javi Martínez foi expulso, aos 27 minutos, ao receber o segundo cartão amarelo. Mourinho pôs Benzema, Granero e Marcelo. E o tempo passou voando, até mesmo quando Cristiano Ronaldo perdeu um gol sozinho, nos acréscimos. Pouco importava. O Real Madrid se sagrava ali campeão espanhol pela primeira vez desde 2007/2008.









Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com