Red Bull "renasce", e Vettel faz primeira pole do ano no Bahrein

Red Bull "renasce", e Vettel faz primeira pole do ano no Bahrein

No ano passado, o alemão bateu o recorde de poles em um único Mundial da F1, com 15

O Grande Prêmio do Bahrein pode marcar a "ressurreição" da Red Bull na temporada 2012 da Fórmula 1. Repetindo a história vista muitas vezes em 2011, o alemão Sebastian Vettel conquistou a pole position pela primeira vez neste ano, deixando o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, na segunda posição.

Vettel já havia dito na sexta-feira a Red Bull que a deu um "passo à frente" na comparação com as três etapas anteriores do campeonato e confirmou isso na manhã deste sábado. Com o tempo de 1min32s422, ele volta a figurar na primeira posição do grid de largada pela primeira vez desde novembro, quando o fez no GP do Brasil, em Interlagos.

No ano passado, o alemão bateu o recorde de poles em um único Mundial da F1, com 15. Ele obteve a primeira da nova temporada no Bahrein, batendo Hamilton, que cravou 1min32s520. O bom rendimento da Red Bull, que passou a utilizar um novo sistema de escapamento no GP da China, no último fim de semana, ficou claro também com o australiano Mark Webber, terceiro colocado neste domingo com 1min32s637.

A quarta posição no grid ficou com Jenson Button, que marcou 1min32s711. Ele superou por um lugar o alemão Nico Rosberg, que acabou decepcionando com 1min32s821. O piloto, dono da primeira posição no qualificatório e na corrida em Xangai, havia liderado ainda dois dos três treinos livres realizados no Bahrein, porém cometeu um erro em sua última volta rápida - ele só cumpriu uma com pneus macios no Q3, preferindo poupar um jogo de compostos para a corrida.

A superpole no circuito do Sakhir teve uma composição bastante equilibrada, com oito equipes sendo representadas no top 10. A surpresa foi o australiano Daniel Ricciardo, o sexto mais rápido a bordo da Toro Rosso. Ele foi seguido pelo francês Romain Grosjean, da Lotus; pelo mexicano Sergio Pérez, da Sauber; pelo espanhol Fernando Alonso, da Ferrari; e pelo escocês Paul di Resta, da Force India. Os dois últimos não foram à pista no Q3, preferindo guardar pneus para a prova de domingo, que começa às 9h (de Brasília).

Discretos, brasileiros Massa e Bruno Senna param no Q2

Pela quarta vez na temporada, os brasileiros Felipe Massa e Bruno Senna não conseguiram chegar à superpole de um treino classificatório da F1. Neste sábado, o primeiro até deu esperanças a seu engenheiro na Ferrari, Rob Smedley, que vibrou bastante quando o piloto marcou 1min33s912.

Na ocasião, faltavam cerca de dois minutos para o fim da sessão e o ferrarista chegava à nona posição, uma à frente de Alonso. Ao final, porém, o paulista seria ultrapassado por cinco concorrentes, incluindo o companheiro de equipe. Em entrevista à TV Globo, Massa justificou o resultado dizendo só ter utilizado um jogo de pneus novos no Q2 - preferindo poupar o outro de olho na corrida -, enquanto que seus principais adversários usaram dois.

Bruno Senna, por sua vez, cometeu um pequeno erro em sua volta rápida no Q2, mas não se mostrou insatisfeito. No Twitter, o piloto apontou que não havia muito mais rendimento para tirar do carro da Williams, que já não se destacara durante os treinos livres no circuito do Sakhir.

À Globo, Bruno ainda divulgou que seu parceiro de time, o venezuelano Pastor Maldonado, teve um problema no Kers e por isso não entrou em ação na segunda parte do qualificatório. Maldonado largará no 22º lugar, visto que perdeu cinco devido à troca de câmbio em seu carro.

Schumacher dá vexame e fica atrás de Kovalainen no Q1

A penalização a Maldonado diminuiu um pouco o vexame de Michael Schumacher. O alemão se mostrou a grande decepção do treino classificatório, do qual foi o 18º colocado - ele largará em 17º por causa da troca de câmbio da Williams.

Preferindo poupar pneus, o piloto da Mercedes cumpriu apenas uma volta rápida no Q3 (com pneus médios) e cometeu pequenos erros. Ao final, seu tempo de 1min34s865 foi batido com o cronômetro já zerado pela Caterham do finlandês Heikki Kovalainen, que fez 1min34s852.

Curiosamente, Hamilton adotou a mesma tática de Schumacher e também chegou a correr riscos na primeira perna do qualificatório, em que ocupou a 16ª posição com 1min34s814. Ao final, porém, lançando mão dos compostos macios, o inglês seria o segundo colocado ao anotar 1min32s520.

Segundo informações da mesma emissora, o heptacampeão mundial alegou um problema técnico na asa traseira da Mercedes ao falar sobre seu desempenho. O resultado é decepcionante depois da etapa da China, na qual Schumacher largou na primeira fila pela primeira vez desde o retorno à F1, em 2010. Ele abandonou aquela corrida por causa de um erro de seu time na troca de pneus e viu seu parceiro, Rosberg, vencer de forma inédita na carreira - o alemão mais jovem partirá em quinto no Bahrein.

Confira como ficou o grid de largada para o Grande Prêmio do Bahrein:

1º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) - 1min32s422

2º - Lewis Hamilton (GBR/McLaren-Mercedes) - 1min32s520

3º - Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) - 1min32s637

4º - Jenson Button (GBR/McLaren-Mercedes) - 1min32s711

5º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - 1min32s821

6º - Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) - 1min32s912

7º - Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) - 1min33s008

8º - Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) - 1min33s394

9º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - sem tempo no Q3

10º - Paul di Resta (GBR/Force India-Mercedes) - sem tempo no Q3

11º - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) - 1min33s789

12º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - 1min33s806

13º - Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) - 1min33s807

14º - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1min33s912

15º - Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) - 1min34s017

16º - Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) - 1min36s132

17º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - 1min34s865

18º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) - 1min35s014

19º - Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) - 1min35s823

20º - Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) - 1min37s683

21º - Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) - 1min37s883

22º - Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) - sem tempo no Q2*

23º - Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) - 1min37s905

24º - Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) - 1min38s314

Fonte: Terra