River Atlético Clube vence, termina líder e pega o Estanciano

O Galo venceu o Palmas por 2 a 0 neste domingo.

Teve apagão, teve expulsão... e teve vitória do River, em pleno estádio Nilton Santos. Com gols no início e no final do jogo, O Galo venceu o Palmas por 2 a 0 neste domingo e carimbou de forma invicta o primeiro lugar do grupo A2 do Brasileirão série D. Os gols do tricolor piauiense foram marcados por Fabinho e Rogério. Com o resultado, o Galo pega o Estanciano, de Sergipe, nas oitavas de final - com o direito de fazer o segundo jogo em casa. Já o Palmas encara o Remo/PA.

O JOGO - O River começou em ritmo acelerado e marcou antes dos dois minutos de jogo. O zagueiro Moacri errou a saída de bola, Fabinho aproveitou e abriu o placar para o Galo Carijó. Depois de balançar as redes, o time piauiense seguiu no ataque, e teve outra boa chance com Esquerdinha, aos 07, mas a bola acabou saindo.

No momento em que o River continuava melhor na partida, um fator inusitado contribuiu para "esfriar" o jogo: a energia do estádio Nilton Santos caiu pouco depois dos 20 minutos, causando a paralisação do duelo.

Depois de 20 minutos a energia voltou e, com ela, chegou uma ligeira melhora na equipe do Palmas. Mas, aos 46, um dos refletores apagou novamente, o que causou uma nova interrupção. A arbitragem, no entanto, decidiu prosseguir o jogo mesmo sem a iluminação completa. A partida prosseguiu até os 78 minutos, e depois do apito final do primeiro tempo, o River sofreu um revés: Esquerdinha, que tinha levado cartão amarelo (o terceiro, que o tirava do próximo confronto do Galo), foi conversar com o árbitro na saída do gramado, e acabou levando o vermelho.

Flávio Araújo mandou Carlinhos para a vaga de Raphael Freitas na volta para o segundo tempo. Na etapa complementar, o Palmas tentou aproveitar a desvantagem numérica do Galo para partir pra cima. No entanto, faltava pontaria e objetividade aos tocantinenses: aos 17, Dan tentou aproveitar cruzamento de Ederson, mas mandou na trave.

Aos 18, Junior Xuxa saiu machucado, e Eduardo foi para o jogo. Dez minutos mais tarde, o Galo promoveu sua última troca: Thiago Dias foi para a vaga de Fabinho, uma resposta de Flávio Araújo à pressão do time da casa. E foi justamente Dias que iniciou a jogada do segundo gol do River, já nos acréscimos. O volante serviu outro volante, Rogério, que não perdoou e deu números finais ao jogo já nos acréscimos: 2 a 0.


CONFIRA OS CONFRONTOS DAS OITAVAS DE FINAL DO BRASILEIRÃO SÉRIE D

São Caetano (SP) x Coruripe (AL)

Crac/GO x Botafogo (SP)

Remo (PA) x Palmas (TO)

Rio Branco (ES) x Caldense (MG)

Central (PE) x Lajeadense (RS)

Ypiranga (RS) x Rio Branco (AC)

River (PI) x Estanciano (SE)

Campinense (PB) x Operário (PR)

Fonte: Dowglas Lima