Roberto Carlos terá recepção de gala, camisas são vendidas no Corinthians

Um astro tem que ser tratado com o devido respeito

Um astro tem que ser tratado com o devido respeito. É com esse pensamento que a diretoria corintiana anunciou que a chegada do lateral esquerdo Roberto Carlos ao clube terá praticamente a mesma pompa da festa que marcou a recepção de Ronaldo ao Parque São Jorge, em dezembro do ano passado.

Pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira ao lado do centroavante, o novo camisa 6 de Mano Menezes deverá receber o carinho de seis mil corintianos tão logo pise no gramado do Parque São Jorge, dia 4 de janeiro, por volta das 11h (de Brasília).

Esse é o número de ingressos que a diretoria alvinegra quer disponibilizar para a torcida acompanhar a chegada do novo ídolo no início do ano do centenário. Assim como foi na festa preparada para Ronaldo, o torcedor garantirá um lugar para ver Roberto Carlos trocando um quilo de alimento não perecível por um bilhete.

"Estou voltando agora ao Brasil e acho mesmo que minha apresentação tem de ser algo especial", disse o atleta, que está fora do País desde 1995, quando trocou o Palmeiras pela Inter de Milão, em entrevista recente ao jornal Lance!.

A recepção de gala para o camisa 6 custará caro e o Corinthians espera utilizar - e bem - a imagem e o carisma de Roberto Carlos para recuperar o investimento. Além da venda de camisas, já iniciada nas lojas oficiais do Corinthians e em outras de material esportivo, o clube pretende lançar um boneco miniatura do craque, repetindo a ação feita com Ronaldo.

Segundo o departamento de marketing alvinegro, o produto deverá ser disponibilizado ao público dentro de 40 dias. A faixa de preço não foi divulgada, mas cada "mini Roberto Carlos" deve custar em torno de R$ 75. O argentino Matías Defederico é o próximo da lista e também deve "virar brinquedo" em 2010.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com