Roberto Carlos trata Taça Libertadores como obsessão

Roberto Carlos trata Taça Libertadores como obsessão

Lateral-esquerdo tem mais um ano de contrato com o Timão.

Aos 36 anos, Roberto Carlos tem mais um ano de contrato com o Corinthians. Não decidiu ainda se vai parar ao final de 2011 ou se continuará por mais algum tempo. É fato, porém, que o lateral-esquerdo não quer se despedir do futebol sem conquistar a Taça Libertadores da América, obsessão dos alvinegros.

- É desesperante (pensar em encerrar a carreira sem um tíitulo pelo Corinthians). Não passa pela minha cabeça parar, mas quando isso acontecer quero ter pelo menos dois títulos no clube. Uma Libertadores e, quem sabe, um Paulista ou um Brasileiro. Mas 2011 é o ano da Libertadores. Vai dar certo ? disse o lateral.

Nesta temporada, mesmo aos 36 anos, o camisa 6 do Timão fez 60 jogos, o mesmo número de partidas, por exemplo, do santista Neymar, de 18 anos. Para o corintiano, essa é a prova de que idade não faz muita diferença.

- Ainda estou bem para jogar, mas chega uma hora que cansa também. A temporada no Brasil é muito longa. O importante é que vivo do futebol, gosto do futebol, me divirto com o futebol e estou tentando fazer com que as pessoas saibam que independentemente da idade o jogador de futebol quando se cuida e está concentrado e motivado, as coisas acontecem naturalmente ? declarou.

Por outro lado, Roberto Carlos torce pela contratação de um reserva para que ele possa descansar. Dodô, porém, foi emprestado ao Bahia. Só que Marcelo Oliveira, que disputou o Brasileirão pelo Grêmio Prudente, está de volta ao elenco.

- Eu não sou eterno. Estamos precisando de um lateral-esquerdo. O que mais importa nesse momento é trazer jogadores para compor o grupo ? finalizou.

O Corinthians se reapresenta no próximo dia 3 de janeiro, quando fará exames médicos no CT Joaquim Grava. Do dia 4 a 9 de janeiro, o elenco alvinegro faz pré-temporada em Itu, no interior de São Paulo.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com