Robinho pede e não joga contra o Palmeiras

O técnico decidiu deixar o atleta fora para que ele possa se recondicionar melhor fisicamente

O técnico Dorival Júnior chegou a cogitar utilizar o atacante Robinho no segundo tempo do clássico com o Palmeiras, nesta quinta-feira, no Pacaembu, pelo retorno do Brasileirão. No entanto, após uma conversa com o jogador, o técnico decidiu deixar o atleta fora para que ele possa se recondicionar melhor fisicamente.

- Só o Ganso (será relacionado). O Robinho não, porque conversamos e ele está sentindo um pouco. Ele vinha realizando vários jogos (na Copa do Mundo) e, querendo ou não, perde um pouco de seu condicionamento. Ele fez um pedido para trabalhar ao longo desta semana e esperamos que a partir do domingo que ele possa ser aproveitado - disse o comandante.

Robinho recebeu uma semana de folga após a eliminação brasileira da Copa do Mundo e se reapresentou na última segunda-feira, quando realizou testes físicos. O treinador gostou dos resultados dos testes e pensou em escalar o atacante. Com o veto, Robinho seguirá sem atuar em uma partida do Brasileirão.

Já Ganso, que fez os testes físicos ao lado de Robinho, ficará à disposição no banco de reservas. O meia se recuperou bem de uma artroscopia no joelho direito e, segundo Dorival, tem condições de atuar em boa parte do jogo.

- Ganso tem condições de jogar até mais do que 90 minutos. Talvez com mais uns quatro ou cinco treinos, ele poderia até iniciar a partida. Só não inicia em razão de ter feito poucos trabalhos com bola - disse o técnico.

Outros desfalques do Peixe para o duelo são o lateral-esquerdo Léo e o meia Marquinhos, com problemas musculares e vetados pelo departamento médico.

O time santista que começará a partida e já confirmado por Dorival será: Rafael, Maranhão, Durval, Edu Dracena e Pará; Arouca, Wesley, Madson e Alan Patrick; Neymar e André.

Fonte: Globo, www.globo.com