Robinho tenta recuperar futebol e imagem no Santos

Robinho tenta recuperar futebol e imagem no Santos

Após 5 anos na Europa e várias polêmicas, atacante retorna ao clube que o revelou

Cinco anos, alguns títulos e momentos de altos e baixos na carreira separam a primeira da segunda passagem de Robinho pelo Santos. De volta ao clube, o atacante tenta recuperar não só o bom futebol mas também a imagem.

Se aos 21 anos, quando saiu do time da Vila Belmiro para o Real Madrid, Robinho era um só garoto irreverente, agora tem também no ?currículo? uma série de polêmicas e um histórico de indisciplina.

As confusões começaram já na saída do Brasil. Para forçar a ida ao time espanhol, Robinho chegou a não treinar após disputar um torneio com a seleção. A situação ficou insustentável e por R$ 78 milhões (30 milhões de euros) o craque foi integrado ao ?galáctico? Real. Insatisfeito com a reserva e com o tratamento que recebeu no clube europeu, o atacante exigiu ser negociado. Quase foi para o Chelsea, mas acabou no Manchester City, em 2008. Agora, novamente descontente, conseguiu o que queria: voltar ao Brasil, e ao Santos.

Na entrevista coletiva após sua apresentação no novo clube, na segunda-feira (1º), Robinho reconheceu que errou ao deixar o Real Madrid.

- Não concordo que fui mal no Real. Fui bicampeão Espanhol, mas concordo que a forma como saí de lá não foi correta, apesar do tratamento que recebi deles. No Manchester [City] foi diferente. Aceitaram me emprestar, foi um acordo.

Robinho também reconheceu que não atravessa um bom momento na carreira, mas credita parte da responsabilidade à lesão que teve recentemente.

- Não estou passando por um bom momento, mas com trabalho se arruma isso. Odeio o departamento médico e fiquei três meses me tratando.

Aos 26 anos, o ?Rei das Pedaladas? disse que a principal diferença do Robinho de agora para o que deixou a Vila Belmiro em 2005 são, justamente, os anos a mais. Quis passar uma imagem de mais responsável, sem perder a irreverência e o sorriso fácil.

Se cumprir o contrato até o final e voltar a fazer o que fez no Santos em sua primeira passagem, o camisa 7 tem grandes chances de apagar a imagem recente e ser lembrado só pelos gols e pedaladas.

Fonte: R7, www.r7.com