Ronaldinho é recebido com festa em jogo do Galo

Ronaldinho é recebido com festa em jogo do Galo

Ronaldinho é recebido com festa, mas vê fraco desempenho atleticano

No camarote do Estádio Independência, Ronaldinho foi recebido com festa pela torcida, mas a comemoração não pôde comemorar muito. O Atlético-MG esteve disperso em campo, cedeu o empate ao Bahia por 1 a 1 e perdeu o aproveitamento de 100% no Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira. Outro novo reforço alvinegro, o atacante Jô fez sua estreia pelo clube e marcou de pênalti.

Ronaldinho não teve sua situação regularizada junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e teve a estreia adiada pelo Atlético-MG. O novo ídolo da torcida acompanhou o jogo eu uma área reservada ao lado do placar do Independência.

O pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002 estava acompanhado de jogadores suspensos, ou machucados, como os atacantes André e Neto Berola e o lateral Triguinho. O jogador participou do aquecimento e das orações da equipe antes da partida e foi saudado pela torcida atleticana antes do começo da partida.

Nos primeiro 45 minutos, Ronaldinho acompanhou um time muito esforçado, mas que não criou grandes chances de gol. O jogo foi bastante disputado e com divididas fortes entre as duas equipes.

A partida contra o Bahia marcou também a estreia do atacante Jô com a camisa alvinegra. O centroavante participou bastante do jogo como referência no ataque e auxiliou os alas Bernard e Danilinho.

O camisa 32 teve boas oportunidades, e em uma delas, após um cruzamento, quase fez de cabeça. Contudo, o esforço não foi suficiente para o Atlético-MG abrir o placar. A equipe do Bahia pouco agrediu a meta de Giovanni e se limitou a marcar as investidas do clube mineiro.

Na segunda etapa, a partida continuava confusa. As duas equipes não conseguiam criar jogadas de perigo até que Marcos Rocha foi derrubado na área por Titi. Jô cobrou e fez o primeiro gol com a camisa alvinegra. Porém, sem mostrar a raça pedida pelo torcedor, o Atlético-MG não conseguiu impor ritmo e continuava disperso dentro de campo.

Em uma troca de passes equivocada no campo de ataque, o Atlético-MG cedeu contra-ataque ao Bahia, que aproveitou e empatou o jogo com Fahel. Após o gol, Cuca mudou o time e tirou Escudeiro, Danilinho e Bernard - que saíram vaiados pelos 16 mil torcedores que foram ao Independência.

Os atleticanos já sabiam que a presença de Ronaldinho em campo será fundamental para o restante da temporada. Antes do apito final, duas bolas na trave do Bahia ainda deram esperança ao torcedor, mas o resultado não agradou os atleticanos.

Fonte: Terra, www.terra.com.br