Ronaldinho "encerra" na Grande Rio a sua maratona no carnaval

Ronaldinho "encerra" na Grande Rio a sua maratona no carnaval

Após domingo movimentado, craque do Fla começa segunda-feira no bloco "Samba, Amor e Simpatia" e retorna ao sambódromo para mais uma escola

O Carnaval de Ronaldinho Gaúcho vai chegando ao fim, mas ele não pode se queixar de falta de diversão. Na madrugada desta terça-feira, o craque voltou ao sambódromo do Rio de Janeiro e desfilou pela Grande Rio. Antes, porém, a segunda-feira do jogador já tinha sido agitada. Começou no fim da manhã, com treino no Ninho do Urubu, em Vargem Grande. Após deixar a Sapucaí às 6h30m, o camisa 10 do Flamengo participou de exercícios físicos com os demais companheiros, mas às 17h30m já estava pronto para o seu bloco, "Samba, Amor e Paixão", na orla da Barra da Tijuca, que homenageia o clube rubro-negro.

À noite, chegou ao Sambódromo um pouco depois das 22h. No local, curtiu as primeiras escolas ao lado do prefeito Eduardo Paes, da apresentadora Hebe Camargo, e de alguns amigos, entre eles músicos do grupo Revelação, no camarote da Prefeitura do Rio de Janeiro. Por volta das 2h, o meia foi para a avenida, desta vez para reforçar a Grande Rio - no primeiro dia, o jogador, que horas antes havia sido coroado rei do Baile do Vermelho e Preto, vestiu as cores da Portela e da Mangueira. Ronaldinho deixou a Sapucaí em uma van por volta das 6h45m, acompanhado de uma mulher que estava com ele no camarote.

Na companhia do irmão Assis e do sobrinho Diego, Ronaldinho atravessou a avenida cercado por diretores da Grande Rio e próximo a artistas como Suzana Vieira, Grazi Massafera, Cauã Reymond, Paola Oliveira, Dudu Nobre, entre outros. Logo à frente, o lateral Léo Moura, também do Flamengo, desfilava com a mulher.

No final do desfile, mais uma vez Ronaldinho optou por não dar entrevistas. Porém, a tarefa não foi fácil, uma vez que foi cercado por dezenas de jornalistas, o que gerou um grande tumulto. Algumas pessoas chegaram a cair. O jogador, inclusive, chegou a se irritar com um repórter. Enquanto a imprensa tentava arrancar alguma declaração - a primeira na Sapucaí -, R10 era ovacionado pelo público e respondia com acenos.





Da passarela, voltou para o lado ímpar do camarote da Prefeitura do Rio, que foi praticamente sua casa durante os dois dias de desfile. No local, era aguardo pelos amigos do grupo Revelação, que deu o tom da festa, e comentou-se que faria o possível para retornar à Sapucaí no próximo sábado, para o desfile das campeãs.

No entanto, a missão tem cara de impossível, uma vez que o Flamengo faz o clássico contra o Fluminense no domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão. Assim, a noite deve ser de concentração, com a madrugada desta segunda para terça-feira encerrando a maratona no carnaval carioca. De 2011.

Fonte: g1, www.g1.com.br