Ronaldo desfila e estreantes brilham em goleada do Timão

Corinthians goleou o Estudiantes por 5 a 1, em amistoso disputado na tarde deste sábado, no Pacaembu

No dia em Ronaldo pisou pela primeira vez no gramado do Pacaembu com a camisa alvinegra, o Corinthians mostrou por que promete brigar por todos os títulos em 2009. Com uma atuação convincente e animadora diante do atual vice-campeão da Copa Sul-Americana, o Timão goleou o Estudiantes por 5 a 1, em amistoso disputado na tarde deste sábado, no Pacaembu. Além dos gols de Jorge Henrique, a Fiel pôde ver também boas apresentações de Souza e Túlio, outros dois que fizeram o primeiro jogo pela equipe. Ronaldo foi apresentado oficialmente com o elenco no gramado e assistiu ao primeiro tempo da cabine de transmissão da Rede Globo.

O teste foi o último do Alvinegro antes da estreia no Campeonato Paulista, marcada para quinta-feira, dia 22 de janeiro, contra o Barueri, também no Pacaembu. Até lá, a delegação seguirá realizando a pré-temporada na cidade de Itu. O retorno para o interior de São Paulo está marcado para segunda-feira.

Quando a bola rolou, a Fiel e os jogadores foram surpreendidos com um verdadeiro temporal que caiu sobre o Pacaembu. Tanto que, logo aos cinco minutos, o árbitro Rodrigo Bragheto optou por paralisar a partida até que a chuva diminuísse. Depois de três minutos de espera nos bancos de reservas, os atletas puderam voltam à disputa.

Após alguns momentos de instabilidade pela falta de entrosamento e pela forte marcação argentina, o Timão engrenou. Com toques rápidos, passou a envolver os adversários e a encontrar espaços nas proximidades da área. A primeira chance veio aos 14 minutos, com Túlio chutando de fora da área para boa defesa de Andújar.

Com Túlio marcando forte pelo lado direito, Elias ganhou liberdade para atacar com Alessandro e se transformou em uma ótima opção. E foi exatamente pela direita que o Corinthians criou as principais oportunidades. Aos 22, após boa troca de passes, Elias cruzou, André Santos apareceu na área de surpresa, mas desviou para fora.

Cinco minutos mais tarde, outra vez pela direita. Elias recebeu bom passe de Alessandro na área e bateu for cima, com perigo. Aos 30, Alessandro avançou fácil sem marcação e cruzou rasteiro. A bola cruzou toda a área e passou em frente a Souza, que não se esticou e perdeu grande chance.

Após muito insistir, o Corinthians finalmente marcou, aos 31. Souza invadiu a área, driblou o goleiro, mas ficou sem ângulo para chutar. Assim, teve de servir Jorge Henrique que, livre na pequena área, apenas empurrou para as redes de perna direita para delírio da torcida.

Sem saída para o ataque, o Estudiantes foi presa fácil para o Alvinegro. Aos 34, após cobrança de falta pela direita, Jorge Henrique desviou de cabeça para trás e Andújar salvou. O segundo gol, contudo, não demorou a sair. Aos 41, Cellay furou feio, Jorge Henrique avançou e tocou com categoria na saída do goleiro, marcado o segundo dele.

No segundo tempo, o Corinthians continuou em ritmo acelerado, aproveitando a lentidão da defesa argentina. Logo no primeiro minuto, André Santos foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Na pequena área, Souza desviou, mas Andúja operou um milagre com os pés, evitando o terceiro gol.

O goleiro argentino voltou a trabalhar, aos 12. Souza recebeu passe em profundidade e dividiu com Andúja. O rebote ficou com Douglas, que bateu bonito por cobertura, mas a bola bateu na parte de cima da rede. Aos 14, em contra-ataque, outra vez Douglas. Ele recebeu pela esquerda e bateu cruzado para o camisa 1 espalmar.

Mesmo sem oferecer perigo, o Estudiantes marcou em falha da defesa corintiana, aos 24. Após cobrança de falta para a área, Felipe recebeu, mas sem afastar o perigo. Carrasco ficou com a sobra na área, dominou e tocou no canto esquerdo: 2 a 1. No minuto seguinte, o Corinthians fez o terceiro. Souza recebeu passe na área e bateu forte no canto direito.

O Timão ainda encontrou tempo para fazer o quarto gol. Aos 33, William desviou de cabeça uma cobrança de falta e fechou a goleada. Antes do apito final, aos 42, Eduardo Ramos viu Otacílio Neto livre na área e tocou. O atacante dominou e, na saída do goleiro, tocou rasteiro, fechando a goleada.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com