Santos aproveita a má atuação do Fluminense e goleia

Na próxima rodada, o Fluminense vai a Recife enfrentar o Náutico, domingo, às 16h,

O Santos não quis saber do abatimento do Fluminense por causa da eliminação na Copa do Brasil. Mesmo jogando no Maracanã, o time da Vila Belmiro goleou por 4 a 1, de virada, com excelentes atuações de Madson e Kleber Pereira. O time tricolor fez uma de suas piores atuações na temporada e o técnico Carlos Alberto Parreira enfrentará problemas durante a semana.

Na próxima rodada, o Fluminense vai a Recife enfrentar o Náutico, domingo, às 16h, nos Aflitos, e o Santos terá o clássico contra o Corinthians, no mesmo horário, na Vila Belmiro.

O primeiro tempo começou com o Fluminense perdido dentro de campo. O Santos dominou as primeiras ações da partida e sempre buscava o ataque pelo lado esquerdo, explorando a velocidade de Madson nas conas de Mariano. Mesmo pior em campo, o Tricolor chegou ao gol. Aos nove minutos, Conca chutou pelo lado esquerdo, a bola desvia na defesa e sobra para Mariano. Ele chuta no canto direito de Fábio Costa e abre o placar.

A vantagem fez bem ao Fluminense. No minuto seguinte, Dieguinho fez um ótimo lançamento para Fred. Ele matou a bola e chutou rasteiro assustando o goleiro santista. Aos 11, novamente Fred finalizou e quase aumentou o placar. Depois dessa pressão tricolor, o nível técnico da partida caiu.

A torcida santista passou a cantar mais alto no Maracanã, que estava vazio, e o Santos cresceu em campo. Aos 29, Domingos cabeceou a bola depois de cobrança de falta e Fernando Henrique salvou o time do empate. Mas aos 37 minutos não teve jeito. Mariano errou na saída de bola e no contra-ataque Madson sofreu falta na entrada da área. Molina cobrou com perfeição, acertou o canto direito do goleiro e empatou a partida.

Na volta para o segundo tempo, um detalhe curioso. O atacante Fred trocou a camisa e vestiu uma da coleção passada, diferente da que os seus companheiros de time estavam usando. O Fluminense começou desligado e o Santos se aproveitou disso para marcar o segundo gol e virar o placar.

Aos seis minutos, Edcarlos cortou a bola de cabeça para a entrada da área. Roberto Brum matou e lançou para Madson. Ele teve a tranqüilidade para driblar Fernando Henrique e chutar para o gol vazio. Mesmo depois de sofrer a virada, o Fluminense não conseguiu equilibrar o jogo. Parreira colocou Maurício e Alan, nas vagas de Marquinho e Maicon

E a situação ficou ainda pior aos 20 minutos. Dieguinho fez falta em Madson e como era o último jogador da defesa, acabou recebendo o cartão vermelho. Com um a menos, o time tricolor se perdeu completamente em campo. O Santos dominou o Fluminense e a goleada foi construída naturalmente.

Aos 39 minutos o técnico Vagner Mancini colocou Neymar em campo. No seu primeiro toque na bola, ele encontrou Madson livre na ponta esquerda. Ele cruzou para área e Kleber Pereira entrou de carrinho para marcar o terceiro. Depois do gol, a torcida do Fluminense começou a vaiar os jogadores e chamar o time de sem-vergonha.

O abatimento tomou conta do time de Parreira e o quarto gol saiu dois minutos depois. Neymar chutou forte da entrada da área e Fernando Henrique espalmou para o lado. Kleber Pereira ganhou na corrida da defesa e fez o quarto gol e fechou a goleada santista.

Fonte: Globo, www.globo.com