Santos bate o Atlético e vai à semi-final

Na partida de ida entre os dois times na última semana, o Atlético-MG venceu por 3 a 2 no Mineirão

Depois de uma semana de festa e de provocação, Santos e Atlético-MG se encontraram nesta quarta-feira para definir a classificação de um dos dois lados para as semifinais da Copa do Brasil. E no fim, os santistas se valeram dos gols marcados fora de casa e do jogo de volta na Vila Belmiro, vencendo os comandados de Vanderlei Luxemburgo por 3 a 1 e passando pelas quartas de final da competição.

Na partida de ida entre os dois times na última semana, o Atlético-MG venceu por 3 a 2 no Mineirão, graças a três gols de Diego Tardelli. O atacante, porém, esteve sumido na partida de volta, e praticamente não teria sido notado se não tivesse acertado a trave no primeiro tempo.

O atacante foi o "alvo" de parte das provocações do Santos no final de semana. Poucas horas após a conquista do Campeonato Paulista, Neymar, Robinho e companhia provocaram Diego Tardelli e o técnico Vanderlei Luxemburgo na comemoração. Os dois, que simultaneamente conquistaram o Campeonato Mineiro, manifestaram publicamente seu desagrado com a situação.

E com a promessa de que "a hora" do Atlético-MG iria chegar, o Santos partiu logo para cima na Vila Belmiro, e não demorou a abrir o placar - porém, não sem polêmica, como seria conveniente depois da semana dos dois times. Aos 16min do primeiro tempo, Paulo Henrique Ganso roubou a bola da defesa atleticana dentro da área e tocou na esquerda para Neymar. Em condição duvidosa, o atacante recebeu e cruzou para a pequena área, onde André dividiu com o volante Corrêa e tocou para fazer 1 a 0.



Mesmo com o gol - o 100º da equipe em 2010 - e resultado agregado já garantindo sua vaga, os santistas continuaram pressionando em busca de um placar mais tranquilo. Assim, aos 25min, Pará recebeu bom passe na entrada da área e arriscou um chute perigoso pela direita. No entanto, o goleiro Aranha se esticou e fez bonita defesa, mandando a bola para escanteio.

O Atlético-MG ainda teve a chance de empatar em seu primeiro bom momento no jogo: aos 30min, Diego Tardelli recebeu pela direita na entrada da área, trouxe para a meia-lua e arriscou o chute rasteiro, acertando a bola na trave de Felipe. No entanto, foi o Santos quem foi às redes, fazendo 2 a 0 aos 43min: após bom passe de Pará por cima de Júnior na direita, Robinho disparou, entrou na área e cruzou; Neymar apareceu em condição legal e apenas escorou para ampliar.

O Atlético-MG ainda conseguiu assustar no fim do primeiro tempo, diminuindo aos 45min em chute de Correa após bola mal afastada pela defesa. No entanto, após o intervalo, o Santos não se mostrou abatido com o susto no fim do primeiro tempo, marcando logo aos 4min da segunda etapa: após jogada de Robinho pela direita, a defesa atleticana também afastou errado; Wesley aproveitou a sobra e, com muita calma, chutou forte para vencer Aranha.

Com a desvantagem, o Atlético-MG se manteve apático e praticamente assistindo ao jogo do Santos. E como não tinha nada a perder, o Santos continuou apertando em busca do quarto gol. Primeiro, no chute forte de Arouca aos 29min, que parou na defesa de Aranha; depois, aos 31min, na chance clara de Robinho, que roubou a bola da defesa, entrou na área e errou o chute, mandando para fora.

O Santos perdeu Neymar, que saiu de campo de maca para a entrada de Zé Eduardo, enquanto o Atlético-MG ainda perdeu Fabiano, expulso aos 35min. No entanto, a saída do talentoso atacante não deu fôlego aos mineiros, que continuaram sem criar. Assim, não marcaram, e o Santos garantiu a vitória sem nem precisar dos temidos pênaltis.

Fonte: Terra, www.terra.com.br