Santos estuda denunciar Chelsea à Fifa por assédio

Santos estuda denunciar Chelsea à Fifa por assédio

"Trata-se de um assédio intolerável", disse o presidente do time da Vila Belmiro

A informação de que o Chelsea (Inglaterra) segue conversando com o atacante Neymar, visando acertar a sua transferência para o futebol europeu, não caiu bem no Santos. Isto porque, segundo disse o presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, durante o encontro com o mandatário do Benfica (Portugal), Luís Filipe Vieira, o time não gostou da postura do atual campeão inglês e estuda acionar o Chelsea na Fifa por assédio ao jovem avante.

"Trata-se de um assédio intolerável e, tal como capitulado pelas normas da Fifa, o Santos irá defender seus interesses de todas as formas. E, se preciso for, até mesmo entraremos com uma representação oficial na entidade máxima do futebol mundial, pela postura adotada pelo time inglês, absolutamente contrária aos princípios de boa convivência entre os clubes de futebol", comentou Luis Álvaro.

Vale lembrar que em 2005, quando Robinho foi vendido ao Real Madrid (Espanha), o Santos também ameaçou acionar os espanhois na Fifa. Só que, mediante a pressão do atacante e de seu empresário na época, Wagner Ribeiro - atualmente, o mesmo de Neymar -, os santistas acabaram cedendo e negociaram Robinho por 30 milhões de euros, que era o valor destinado a equipe no caso, pois detinha 60% dos seus direitos econômicos - os outros 40% eram de Robinho, que abriu mão da quantia que deveria receber pela transferência.

No caso de Neymar, a multa rescisória é de 35 milhões de euros (aproximadamente R$ 80 milhões). E, segundo revelou o jornal inglês "Daily Telegraph" em sua edição desta quinta, o Chelsea irá oferecer 25 milhões de libras, o que representa 30 milhões de euros (R$ 69,1 milhões) ao Santos. Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro diz que essa oferta ainda não chegou a Vila Belmiro, porém, os ingleses devem formalizar a nova proposta em breve.

"Houve uma sondagem telefônica em que o clube inglês pedia o número do nosso fax, o que não significa qualquer abertura de negociação da nossa parte. Até porque, o Santos não tem interesse em negociar o Neymar por dinheiro nenhum", afirmou.

A única forma de Neymar ser vendido, de acordo com o presidente alvinegro, é se o Chelsea depositar a multa rescisória em sua totalidade. Luis Álvaro destacou que o Santos não irá aceitar que os londrinos depositem apenas a sua parte na multa, que seria 21 milhões de euros (R$ 47,9 milhões), valor correspondente aos 60% dos direitos econômicos do atacante. O próprio Neymar detém os outros 40% e poderia abrir mão da multa, para acertar a sua mudança para a Inglaterra.

"O Santos é dono dos direitos federativos do jogador e só o liberamos pelo valor integral da multa. E, em todo contrato entre clube e atleta, a negociação só de dá quando se transfere os direitos federativos do jogador. Se uma parte não quer negociar, há sempre a cláusula de saída, uma indenização, onde uma parte paga a outra pelo descumprimento daquilo que foi acordado entre ambos. Ao longo de todo o meu discurso a frente do Santos sempre tenho dito que nós respeitamos aquilo que assinamos. Portanto, se alguém vier e pagar a multa, o Santos se curvará a cláusula de rescisão", concluiu.

Fonte: IG