Santos fica livre do rebaixamento

Time santista deixa o adversário em situação perigosa na classificação

 O jogo era decisivo para Santos e Coritiba e as equipes entraram em campo em busca da vitória para se afastar de vez da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Porém, só um time jogou em campo. Em uma das melhores atuações da equipe na competição, o Peixe fez 4 a 0 com extrema facilidade.

E o placar final não refletiu o que foi a partida. Se tivesse caprichado nas finalizações, os comandados de Vanderlei Luxemburgo teriam aplicado uma goleada histórica em campo, tamanha a superioridade em campo (reveja ao lado o gol marcado por Madson). Com a vitória, o Peixe foi aos 48 pontos, permaneceu na 12ª colocação e já não tem mais chances de jogar a Segundona em 2010.

Já o Coxa, que sofreu a sua 16ª derrota em 36 partidas, estacionou nos 44 e voltou a ficar ameaçado de voltar para a Série B, competição que disputou na temporada de 2006. O Santos entrou em campo com a formação pedida pelo seu torcedor, com Madson e Paulo Henrique na armação e Neymar e Kléber Pereira no ataque. No Coritiba, o técnico Ney Franco apostava suas fichas em Carlinhos Paraíba, para organizar o setor de criação, e Marcelinho Paraíba, artilheiro da equipe na competição, com 14 gols marcados. O passeio santista começou aos dois minutos, quando Paulo Henrique chutou de fora da área, e Vanderlei defendeu em dois tempos.

Aos cinco, o goleiro do Coxa falhou na saída de bola e Madson quase marcou. Quatro minutos depois, Pará cruzou da direita, e Paulo Henrique cabeceou no ângulo direito de Vanderlei, que voou e mandou para escanteio. O gol era apenas uma questão de tempo. Depois de Kléber Pereira perder uma oportunidade aos 17, após passe de Paulo Henrique, Madson fez a festa da torcida aos 22.

Ele cobrou falta pela direita, a bola passou por toda a área e morreu no canto direito de Vanderlei, que saltou e não alcançou a bola. O Coritiba mal teve tempo para respirar. Aos 25, após cruzamento da esquerda, a zaga paranaense afastou o perigo. Na sobra, Madson fez passe perfeito para Kléber Pereira, que, em posição legal, dominou a bola, invadiu a área livre e, na saída de Vanderlei, bateu para o fundo do gol, marcando o seu o 13º na competição (reveja o gol do camisa 9).

Fonte: g1, www.g1.com.br