Santos joga por honra e tenta evitar "mancha" no aniversário

A virada pode ser, justamente, o presente adiantado

O Santos pode jogar a sua temporada neste domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio do Pacaembu. Necessitando reverter desvantagem de um gol do Ituano, a equipe de Oswaldo de Oliveira fará a prova mais contundente de sua geração promissora. Mais do que isso, o Santos tenta recuperar a honra que o levou a melhor campanha e ataque do Campeonato Paulista, além de evitar uma mancha inesperada às vésperas de completar 102 anos de fundação.

A virada pode ser, justamente, o presente adiantado, mas em caso de insucesso pode abalar um grupo que se tornou favorito durante a competição e que joga já na quarta, na Vila Belmiro, a sua permanência na Copa do Brasil, diante do Mixto-MT.

Para ser campeão, o clube, que faz a sua sexta final consecutiva, busca apagar as duas últimas vezes que precisou reverter um resultado para ser campeão: diante do rival Corinthians, em 2013 e 2009, ambas sem sucesso, e se apega a final do Estadual contra outro pequeno, contra o São Caetano, em 2007.

O caminho é único: vencer. Se for por um gol de diferença, a decisão acontecerá nos pênaltis. Por, pelo menos, dois gols, o Santos será campeão.

Santos sem quarteto, mas completo

A insatisfação de Oswaldo com a postura da equipe no primeiro jogo pôs fim ao quarteto ofensivo composto por quatro atacantes de origem. O jovem Gabriel Barbosa foi barrado e deu lugar ao volante Alison.

"Vai jogar o Alison, nós precisamos ter um pouco mais de consistência no meio, por isso vamos jogar assim", disse o treinador. "Precisamos ter mais consistência no meio e mais presença na área".

A alteração traz liberdade para Cícero, um dos melhores passadores da equipe, com 93,6% de aproveitamento no quesito. O camisa 8 estava sacrificado para atuar mais recuado ao lado de Arouca e apresentava dificuldades na posição mais marcadora.

O técnico, no entanto, terá os retornos dos laterais Cicinho e Mena, o segundo confirmado mesmo ser liberado durante parte da semana para acompanhar o velório e o enterro do pai, morto em decorrência de um infarto, na segunda-feira.

A semana do Santos antes da final ainda contou com a Santos abertura do penúltimo treino para cerca de 200 membros de duas de suas torcidas organizadas e preocupação com relação ao baixo aproveitamento de pênaltis na atividade. Entre os 11 que vão atuar, só cinco acertaram, entre eles o goleiro Aranha, com aproveitamento de apenas 45,4%.

Com isso, o Santos terá: Aranha; Cicinho, David Braz, Neto e Mena; Alison, Arouca e Cícero; Geuvânio, Thiago Ribeiro e Leandro Damião.

Ituano sem surpresas

O técnico Doriva deverá manter a mesma formação inicial que surpreendeu o Santos na primeira decisão, no último domingo. O treinador comandou trabalhos fechados durante a semana e blindou os jogadores. O provável Ituano terá: Vagner; Dick, Alemão, Anderson Salles e Dener; Josa, Paulinho, Jackson Caucaia e Cristian; Esquerdinha e Rafael Silva.

Fonte: Terra, www.terra.com.br