Santos vence duas seguidas pela 1ª vez e complica Fluminense

Autor dos dois gols da vitória, o atacante Borges chegou aos doze no Brasileiro

Em jogo atrasado da 8ª rodada do Brasileiro, o Santos venceu o Fluminense por 2 a 1, nesta quarta-feira, e deu mostras de evolução no torneio, quebrando incômodos tabus. Foi a primeira vez que o time conseguiu uma série de duas vitórias na competição, além de quebrar jejum de três partidas sem vencer na Vila Belmiro (após derrotas para Flamengo e Coriitba e empate com o Corinthians).

Autor dos dois gols da vitória, o atacante Borges chegou aos doze no Brasileiro e ultrapassou o flamenguista Ronaldinho, se isolando na artilharia geral da competição. O resultado deixa o Santos mais distante da zona do rebaixamento, agora com 21 pontos, em 14º, ainda com um jogo a menos que a maioria dos clubes da tabela.

Já o Fluminense segue muito irregular e se complica na briga por uma vaga na Libertadores. A equipe de Abel Braga termina a noite na nona colocação, com 25 pontos, a seis do Botafogo, o quinto colocado, que se classificaria para o torneio sul-americano no momento.

Na próxima rodada, os dois times têm clássicos locais: o Flu enfrenta o Botafogo, no sábado, enquanto o Santos mede forças com o São Paulo, no domingo.

O jogo

O reencontro de Muricy Ramalho com o Fluminense foi caloroso. Todos os jogadores, incluindo o técnico Abel Braga, abraçaram o atual comandante santista, que desmentiu os boatos de que carrega alguma mágoa do ex-clube.

Em campo, os cariocas criaram a primeira boa chance. Logo aos 3min, Fred bateu forte da intermediária e obrigou Rafael a fazer boa defesa. O camisa O Santos respondeu na sequência, com belo chute de Borges, que bateu colocado e quase acertou o ângulo direito da meta de Diego Cavalieri.

Como tem sido típico em jogos na Vila Belmiro, as duas equipes faziam uma partida franca e buscavam o ataque, dando a impressão de que o primeiro gol não demoraria ao sair. Apesar de o argentino Lanzini, do Flu, ter sido o grande destaque do início do jogo, buscando jogadas e mostrando peronsalidade, foi o Santos que abriu o placar na Vila Belmiro: aos 13min, Borges completou de cabeça após cruzamento de Elano e marcou seu primeiro na noite.

Aos 17min, o time da casa criou boa chance de ampliar, quando a dupla Ganso e Neymar mostrou serviço pela primeira vez. O camisa 10 fez ótimo passe e o número 11, que se tornou pai na manhã desta quarta-feira, ficou cara a cara com Diego Cavalieri. O goleiro do clube carioca foi rápido para abafar a jogada.

O jogo caiu de produção e a etapa inicial seguiu morna até os minutos finais. Ainda havia, no entanto, tempo para mais emoções.

Aos 38min, o Flu empatou em cabeçada de Rafael Moura, que recebeu sozinho na área após cobrança de falta de Marquinho. A festa do clube visitante durou pouco e, três minutos depois, Borges recebeu de Arouca para marcar o seu segudo na partida e 12º no Brasileiro.

Na volta do intervalo, Neymar levantou a torcida presente com uma sequência de dois chapéus sobre o argentino Lanzini. O Fluminense, porém, tinha mais volume de jogo, partindo em busca do ataque. Aos 19min, Diogo soltou bomba da intermediária e Rafael espalmou à direita.

Em disputa na área, aos 24min, Paulo Henrique Ganso sofreu pancada no rosto e teve que fazer um curativo fora do campo para estancar um forte sangramento. Até o fim da partida, o camisa 10 atuou com uma toca de natação.

Os jogadores do Fluminense reclamaram de pênalti em lance em que a bola bateu no braço de Edu Dracena, durante confusão na área. O juiz mandou seguir e, com uma boa marcação nos momentos finais, os santistas consolidaram a vitória na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA

Santos 2 x 1 Fluminense

Gols

Santos:

Borges, aos 13min e aos 41min do primeiro tempo

Fluminense:

Rafael Moura, aos 38min do primeiro tempo

Santos: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Henrique, Arouca, Elano (Adriano) e Paulo Henrique Ganso (Bruno Aguiar); Neymar e Borges (Alan Kardec)

Técnico: Muricy Ramalho

Fluminense: Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Valencia (Diogo), Marquinho (Souza) e Lanzini; Rafael Moura e Fred (Rafael Sóbis)

Técnico: Abel Braga

Cartões amarelos

Santos: Arouca, Danilo, Elano e Paulo Henrique Ganso

Fluminense: Marquinho, Digão, Edinho e Diogo

Árbitro

Paulo Godoy Bezerra (SC)

Renda/público:

R$ 156.470,00/ 6.255 pagantes

Local

Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)



Fonte: Terra