Santos vence o São Paulo e volta a ser líder do Paulistão

Santos vence o São Paulo e volta a ser líder do Paulistão

O São Paulo, por sua vez, permanece com nove pontos e vê o fim de um período de euforia

Com gols de Elano e Maikon Leite, que dividem a artilharia do Campeonato Paulista, com cinco tentos, o Santos bateu o São Paulo por 2 a 0 neste domingo, na Arena Barueri, e retomou a liderança do torneio estadual.

O meia abriu o placar do jogo logo aos 10min do primeiro tempo, enquanto o atacante ampliou aos 28min do segundo. O resultado deixa o time da Vila Belmiro com 13 pontos, mesmo número mas melhor saldo que o Palmeiras, que venceu o Palmeiras, e um de vantagem para o Americana, que dormiu na ponta no sábado por ter goleado o Noroeste.

O São Paulo, por sua vez, permanece com nove pontos e vê o fim de um período de euforia depois da emocionante vitória sobre o Americana fora de casa no meio de semana (4 a 3) e a apresentação do pentacampeão mundial Rivaldo como reforço para a temporada.

O jogo

Sem o lateral Jonathan, vetado pelo departamento médico, o técnico Adilson Batista reforçou o meio-campo santista com a entrada de Rodrigo Possebon e colocou Pará na direita, mantendo o 4-4-2. Paulo César Carpegiani, por sua vez, colocou Xandão na vaga do machucado Alex Silva. Quando a bola rolou, os dois times cumpriram a expectativa de um clássico movimentado.

Mais presente no ataque no início, explorando a velocidade de Robson e Maikon Leite, o Santos conseguiu abrir o placar logo aos 10min. Robson cruzou na medida para Elano, que cabeceou firme e marcou seu quinto gol na competição. Após o tento, o São Paulo, que só havia assustado em jogada individual de Fernandinho, melhorou e passou a desperdiçar oportunidades.

Aos 16min, Juan cruzou na área, a bola passou por todo mundo e Rafael defendeu no reflexo. Pouco depois, Zé Vitor arriscou de longe e a bola passou perto da trave esquerda. O Santos respondeu aos 21min: Rodrigo Possebon desviou escanteio de cabeça e obrigou Rogério Ceni a fazer uma defesa espetacular.

Sob forte chuva em Barueri, o ritmo do jogo diminuiu na reta final do primeiro tempo, com o São Paulo abusando das jogadas pelo lado esquerdo e tendo trabalho para penetrar na defesa rival. O time tricolor chegou a marcar aos 38min, após Dagoberto cobrar falta e Rafael aceitar, mas a arbitragem considerou que Miranda, que estava em posição irregular, participou da jogada ao tentar desviar a bola na área.

Com os dois times sem alterações, Fernandão foi o destaque na volta para a etapa complementar. O jogador quase marcou ao desviar cobrança de falta de cabeça (Rafael defendeu) e após cruzamento de Dagoberto (a bola tirou tinta da trave). Carpegiani tentou aumentar a pressão e trocou o volante Zé Vitor pelo meia Marlos.

A mudança não surtiu efeito, e a equipe tricolor sofreu dificuldades para encontrar espaço. O São Paulo só voltou a assustar aos 24min, em chute de longe de Dagoberto defendido por Rafael em dois tempos. Logo depois, desperdiçou a melhor chance de empate. Juan cruzou da esquerda e Jean, livre, acertou a trave. Aos 28min, porém, veio o golpe fatal. Elano bateu forte, Rogério Ceni espalmou e Maikon Leite só desviou para o gol vazio.

Com Marcelinho Paraíba na vaga de Dagoberto, o São Paulo ainda partiu para o ataque, mas a melhor chance foi do Santos. Léo deu lindo drible em Xandão na área, mas parou em Rogério Ceni. Do outro lado, Rafael garantiu o 2 a 0 com suas defesas.

O Santos volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), quando encara a Ponte Preta em Campinas. Um dia depois, o São Paulo tenta retomar o caminho das vitórias contra o Linense, no Morumbi.

Santos 2 x 0 São Paulo

Gols

Santos:

Elano, aos 10min do primeiro tempo, e Maikon Leite, aos 28min do segundo tempo

Santos: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodrigo Possebon (Anderson Carvalho), Adriano (Bruno Rodrigo), Robson (Felipe Anderson) e Elano; Maikon Leite e Keirrison. Técnico: Adilson Batista

São Paulo: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Miranda e Juan (Luis Eduardo); Rodrigo Souto, Zé Vitor (Marlos), Carlinhos Paraíba e Fernandão; Fernandinho e Dagoberto (Marcelinho Paraíba). Técnico: Paulo César Carpegiani

Cartões amarelos

Santos: Pará, Elano

São Paulo: Carlinhos Paraíba, Marlos

Árbitro

Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)

Local

Arena Barueri, em Barueri (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br