São Paulo confirma demissão de Ney Franco; Muricy é o favorito

São Paulo confirma demissão de Ney Franco; Muricy é o favorito

O técnico trabalhou no São Paulo em 79 jogos.

Ney Franco não é mais técnico do São Paulo. Dois dias após a derrota por 2 a 1 em pleno Morumbi para o Corinthians pela primeira partida da Recopa-Sul-Americana, a diretoria do clube tricolor optou por dispensar o treinador, segundo informações da Jovem Pan. A decisão foi anunciada na tarde desta sexta-feira no CT da Barra Funda.

O técnico trabalhou no São Paulo em 79 jogos. Foram 41 vitórias, 16 empates e 22 derrotas (59% de aproveitamento). O auxiliar técnico Eder Bastos também deixa o clube. O coordenador técnico Milton Cruz comandará o time de forma interina no clássico contra o Santos no domingo, às 16h. Muricy Ramalho é o favorito da torcida para substituí-lo.

A demissão ocorre no aniversário de um ano da contratação de Ney. Antes do São Paulo, o treinador trabalhou como coordenador da base da Seleção Brasileira e comandante da equipe Sub-20 do Brasil. Ele chegou ao clube tricolor para ser o substituto do contestado Emerson Leão.

"O São Paulo troca de técnico quando julga necessário. Se agrada, cumprimos um ano. Hoje infelizmente é data de aniversario dessa união. Não levantei a estatística, mas não deve ter mais que quatro ou cinco clubes com o mesmo técnico há mais de um ano. Sempre que fazemos a contratação de um técnico é para que ela seja o mais duradoura possível, mas resultados tem que estar juntos para que facilite isso", disse o diretor de futebol Adalberto Batista em entrevista ao lado de Ney Franco.

"Tentei manter a forma de trabalho, e são poucos que atingem a marca de um ano na frente de um grande clube. Mas pressão não foi determinante para a medida de entregar o cargo. Hoje tivemos uma conversa no clube colocando a posição da diretoria e a minha, e chegamos a um consenso", afirmou o treinador.O início de trabalho de Ney Franco no Morumbi foi bastante positivo.

Depois de um primeiro turno de Campeonato Brasileiro fraco, o São Paulo reagiu e foi a melhor equipe da segunda metade do torneio. A equipe tricolor terminou o Nacional em quarto e, ao fim do ano, conquistou a Copa Sul-Americana.

Os problemas para Ney começaram em 2013. Sem Lucas, negociado com o Paris St. Germain, o treinador passou a enfrentar problemas para montar a equipe. Até sua demissão, o técnico não conseguiu fazer o time render eficientemente com Jadson e Paulo Henrique Ganso na criação.

O resultado da inconstância do time foi sentido nas competições do primeiro semestre. Apesar de desempenho de líder na fase regular do Campeonato Paulista, o São Paulo acabou eliminado nos pênaltis pelo Corinthians na semifinal. Na Copa Libertadores, a equipe tricolor sofreu para se classificar às oitavas de final, fase em que terminou superada pelo Atlético-MG.

O resultado da eliminação na competição continental foi o afastamento de sete jogadores do elenco. Pressionado pela torcida, Ney Franco recebeu apoio da diretoria. Entretanto, a perspectiva de novo fracasso, desta vez na Recopa, fez com que o comando do futebol do São Paulo mudasse de ideia.

Fonte: Terra