São Paulo dá show no Morumbi contra o Goiás e entra no G-4

Equipe comandada pelo técnico Ricardo Gomes venceu o Goiás por 3 a 1, no Estádio Morumbi

No dia em que o São Paulo completou o seu milésimo jogo na história do Campeonato Brasileiro, a torcida teve motivos de sobra para comemorar. Novamente com atuação inspirada, a equipe comandada por Ricardo Gomes venceu o Goiás por 3 a 1, no Morumbi, e, oito rodadas após ficar a um passo da zona de rebaixamento, o Tricolor entrou no G-4 da competição. De quebra, o time paulista acabou com a série invicta do Esmeraldino, que vinha de cinco vitórias consecutivas atuando longe do estádio Serra Dourada.

Com a vitória, a quinta seguida, o Tricolor chegou aos 30 pontos e assumiu a quarta colocação na tabela de classificação. Mas a equipe poderá perder posições nesta segunda-feira, já que o Internacional, que tem 27 pontos, enfrenta o Sport, às 21h, no estádio Beira-Rio. Se vencer, o Colorado recupera o seu lugar no grupo dos quatro melhores porque passaria a ter uma vitória a mais. Já o Goiás, com 32, segue na vice-liderança, três pontos a menos que o líder Atlético-MG.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana. O São Paulo, no domingo, visitará o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife. Já o Goiás buscará a reabilitação diante do Vitória, no Serra Dourada, em Goiânia.

FERROLHO ERMERALDINO

Quando a bola rolou, ficaram bem claras as propostas táticas das duas equipes. De um lado, o São Paulo, no 3-5-2, tomou a iniciativa da partida e encontrou um Goiás totalmente retrancado, com seis homens no meio-campo e apenas o baixinho Iarley isolado no ataque. A primeira subida perigosa do Tricolor aconteceu aos oito, quando Dagoberto recebeu pela esquerda, cortou a marcação e, da entrada da área, chutou à direita do gol defendido por Harlei. O time goiano respondeu dois minutos depois, em chute perigoso de Fernando, que passou perto do travessão.

O São Paulo, erradamente, forçava o jogo pelo meio, buscando a troca rápida de passes, principalmente pelo lado esquerdo, com Junior Cesar e Jorge Wagner. Isso facilitava as coisas para a marcação esmeraldina. O jeito, então, era aparecer alguém de surpresa no ataque. Foi dessa maneira que Richarlyson, aos 14, quase abriu o marcador. Ele aproveitou uma sobra da defesa do Goiás e, de pé esquerdo, disparou uma bomba no ângulo direito de Harlei. A bola explodiu no travessão.

O tempo passava e o panorama da partida não mudava. Uma equipe tentava jogar e a outra só se preocupava em destruir. Como o São Paulo insistia em não abrir o jogo pelas laterais, o jogo caiu de rendimento. Tanto que um novo lance de perigo só aconteceu aos 33, quando Junior Cesar recebeu de Washington e chutou rasteiro, de fora da área, no canto esquerdo de Harlei, que fez firme defesa.

Nos últimos dez minutos, o torcedor, que compareceu em grande número ao Morumbi, resolveu dar um novo gás ao time e passou a gritar ?o campeão voltou, o campeão voltou". Aos 43, o Goiás teve a sua melhor chance na partida. Léo Lima arriscou de fora da área e a bola raspou a trave esquerda de Denis. Dois minutos depois, a resposta tricolor e o gol não saiu por muito pouco: Junior Cesar tabelou com Dagoberto, recebeu de volta, avançou e, da entrada da área, chutou no ângulo esquerdo. Mais uma vez, a bola acertou o travessão.

Mas o time são-paulino não desistiu. Na sua primeira jogada efetiva pela ponta, saiu o gol. Aos 46, veio o prêmio. Jorge Wagner recebeu de Junior Cesar, foi ao fundo e cruzou na medida para Washington que, de cabeça, tocou firme, no canto direito de Harlei, que ainda raspou a mão na bola. Foi o sexto gol do artilheiro tricolor no Campeonato Brasileiro.

ETAPA COMPLEMENTAR

Em desvantagem, o Goiás, sem alternativa, resolveu ser mais ofensivo. O técnico Hélio dos Anjos sacou o volante Fernando e colocou o atacante Bruno Meneghel. Mas o São Paulo seguiu tomando a iniciativa da partida. Aos 9, Washington fez cruzamento açucarado para Hernanes, que furou no momento da finalização.

E o Esmeraldino, além de não levar perigo na frente, passou a deixar muitos espaços para o contra-ataque são-paulino. E, jogando pela esquerda, Junior Cesar se destacava e ia fácil até a linha de fundo. E, nas arquibancadas, a torcida seguia cantando e festejando a boa atuação da equipe. Aos 17, Dagoberto avançou pela esquerda, invadiu a área e, na saída de Harlei, bateu em cima do goleiro.

Com muito espaço para jogar, o São Paulo passou a desperdiçar chances de gol. Aos 30, Dagoberto fez jogada individual e, de fora da área, acertou o travessão adversário pela terceira vez. No minuto seguinte, André Dias foi lançado mas, no momento do arremate, foi desarmado por Amaral. Aos 32, Jean disparou uma bomba de fora da área e Harlei espalmou por cima do gol. Logo depois, as coisas ficaram ainda mais fáceis para o Tricolor, já que Rafael Tolói recebeu cartão vermelho por acertar Dagoberto.

E a torcida seguia cantando no Morumbi. O time, dentro de campo, continuava muito perto do segundo gol. Que saiu aos 34. Hernanes cobrou escanteio pela esquerda e Jorge Wagner, de cabeça, testou no canto esquerdo de Harlei. Foi o terceiro gol do camisa 7 no Campeonato Brasileiro.

Logo depois, o terceiro gol só não saiu porque Richarlyson, que ficou cara a cara com Harlei, adiantou no último toque e facilitou o corte do goleiro. Mas o Goiás seguia lutando. E, aos 41, Bruno Meneghel fez um golaço. Ele recebeu na área, cortou André Dias como quis e bateu por baixo de Denis, que nada pôde fazer.

Nos descontos, o jogo ganhou em emoção. Isso porque o Goiás foi com tudo para o ataque e o São Paulo, com Richarlyson, teve a chance de decidir a partida. Aos 45, o volante avançou livre pela direita, invadiu a área, driblou Harlei e bateu para o gol. Amaral, em cima de linha, evitou o pior. Mas, nos descontos, o Tricolor marcou o terceiro. Borges recebeu passe açucarado de Hernanes e, na saída de Harlei, tocou com categoria, no canto esquerdo, para ratificar a justa vitória tricolor no Morumbi.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com