São Paulo se complica na Libertadores após derrota nesta quarta

Time apaga após expulsão de Maicon e acaba envolvido pelo Nacional.

Edgardo Bauza passou os últimos dias prometendo que o São Paulo “deixaria tudo no campo” para vencer o Atlético Nacional. Não há dúvida de que isso aconteceu. O Tricolor correu muito, brigou por cada lance como se fosse o último da partida no Morumbi. Mas faltou futebol para vencer a primeira semifinal da Libertadores.

O São Paulo acelerou demais o ritmo no início da partida. Sem seu principal articulador, o time apostou tudo na velocidade pelos lados e encontrou um adversário muito bem posicionado no esquema 4-1-4-1. Bauza liberou Thiago Mendes e empurrou Ytalo para a área, ao lado de Calleri. O Tricolor ficou sem criação pelo meio e facilitou o trabalho colombiano.

A ausência de Kelvin também foi sentida. O São Paulo não tem no elenco um jogador com as mesmas características para driblar e abrir a defesa rival. Wesley entrou na função e fez uma péssima partida. Errou passes, perdeu praticamente todos os lances individuais e acabou com o corredor feito por Bruno.

O Atlético Nacional passou o jogo armando aquilo que conseguiu nos minutos finais. Apesar das saídas de Ibarbo e Copete antes da primeira semifinal, a equipe de Medellín ainda se mostrou muito forte, à espera de um erro rival para puxar um contra-ataque certeiro. Não é por acaso que faz grande campanha na Libertadores e está muito perto da final.

Atlético Nacional e São Paulo (Crédito: Reprodução)
Atlético Nacional e São Paulo (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Globo Esporte