São Paulo vence Criciúma fora de casa e continua sonhando com título

A qualidade individual garantiu os três pontos e manteve a equipe na briga pelo título do Campeonato Brasileiro


O elenco do São Paulo é recheado de jogadores renomados, que estão entre os melhores do Brasil. E, neste domingo, contra o Criciúma, no Heriberto Hulse, isso fez a diferença mais uma vez. Com um gol de Alan Kardec na reta final do segundo tempo, o Tricolor venceu por 2 a 1, apesar de uma atuação sem brilho. A qualidade individual garantiu os três pontos e manteve a equipe na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Edson Silva marcou o primeiro com passe de Michel Bastos, enquanto Souza fez o dos catarinenses.

Não é exagero dizer que o Tigre foi melhor em boa parte do confronto, empurrado pela torcida e pressionado para sair da lanterna. Não adiantou. O time segue com 30 pontos, na última posição. Por outro lado, o São Paulo, eficiente em campo, continua na vice-liderança, com 59, cinco atrás do Cruzeiro, que venceu o Botafogo em casa por 2 a 0.

Na próxima rodada, o Criciúma viaja para enfrentar o Cruzeiro, no domingo, às 19h30, no Mineirão. O Tricolor também joga fora, no mesmo dia, contra o Vitória, às 17h, no Barradão.


O jogo

O Criciúma entrou em campo desesperado para escapar da lanterna. E isso ficou provado pela correria e pela pressão exercida no início do confronto, mas também pelos erros causados por esse desespero. O Tigre ficou mais com a bola, mas tropeçou na pressa e nas próprias deficiências. Aberto pela esquerda, o veloz Lucca foi o mais lúcido e levou perigo em dois chutes, defendidos por Rogério Ceni. Faltou qualidade para a equipe.

O São Paulo foi exatamente o contrário. Sofreu pressão, mas em nenhum momento se desesperou. Jogou com cautela e tranquilidade. Quando Michel Bastos trocou de lado com Ganso e jogou aberto na direita, as chances começaram a aparecer. A qualidade que faltou ao Criciúma sobrou ao Tricolor. Bastou um cruzamento perfeito de Michel, na cabeça de Edson Silva, para a equipe visitante abrir o placar, aos 36 minutos, e garantir a vantagem no intervalo. Foi a quarta assistência dele em dois jogos.

A etapa final foi parecida com a primeira, mas com uma diferença: a vontade que sobrou ao Criciúma para empatar o jogo faltou para o São Paulo definir a partida. O segundo tempo do time paulista foi extremamente apático - talvez por conta do cansaço -, enquanto o Tigre foi com tudo ao ataque. Assim, os donos da casa chegaram o empate, aos 25 minutos, quando três jogadores apareceram livres na frente de Rogério. Lucca tocou para trás, Paulo Baier dividiu com o goleiro, e Souza tocou para a rede.

No fim das contas, o que ocorreu foi uma repetição do primeiro tempo. Se não brilhou, o Tricolor contou com a qualidade individual para garantir a vitória. E ela veio com Alan Kardec, de cabeça, aos 37 minutos, aproveitando cruzamento de Ademilson. O gol que mantém a equipe viva na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. E ajuda a afundar ainda mais o lanterna Criciúma.



 

Fonte: G1