Rogério Ceni marca 100º gol de sua carreira e São Paulo encerra tabu com vitória de  2 a 1 sobre o Timão

Rogério Ceni marca 100º gol de sua carreira e São Paulo encerra tabu com vitória de 2 a 1 sobre o Timão

A equipe do Morumbi venceu o clássico na Arena Barueri por 2 a 1, em partida que teve três expulsões

Após passar quatro anos sem vencer o rival Corinthians, o São Paulo quebrou a escrita neste domingo da maneira mais especial possível para a torcida. Com um golaço de falta do capitão Rogério Ceni - que chegou à marca de 100 bolas na rede na carreira - a equipe do Morumbi venceu o clássico na Arena Barueri por 2 a 1, em partida que teve três expulsões, e roubou do time alvinegro a segunda colocação do Campeonato Paulista.

Dagoberto, para o São Paulo, e Dentinho, para o Corinthians, marcaram os outros gols do jogo. A última vitória tricolor sobre a equipe do Parque São Jorge havia acontecido no Paulista de 2007, por 3 a 1; desde então, eram 11 jogos, com sete vitórias alvinegras e quatro empates.

Agora, o time do técnico Paulo César Carpegiani é o vice-líder do Estadual com 34 pontos - mesma quantidade do Corinthians, que perde no número de vitórias (11 a 10). O líder é o Palmeiras, com 35 pontos.

Na partida deste domingo, o São Paulo apostou em um estilo de marcação forte e contra-ataque, que deu certo quando Dagoberto aproveitou o espaço para abrir o placar no fim do primeiro tempo. Após Rogério Ceni ampliar o placar na segunda etapa, o jogo ficou quente, e Alessandro e Dagoberto acabaram expulsos. Dentinho diminuiu para o Corinthians, mas também levou cartão vermelho pouco depois, e os comandados de Tite não tiveram forças para buscar o empate no fim.

O jogo

Paulo César Carpegiani mandou o São Paulo a campo em um 4-4-2 em linha, com o zagueiro Rhodolfo fazendo papel de lateral direito, Jean e Rodrigo Souto como volantes, Ilsinho e Carlinhos Paraíba abertos pelos lados, e Dagoberto e Fernandinho na frente. Do lado corintiano, Tite usou o esquema habitual: Ralf e Paulinho como volantes, Dentinho e Jorge Henrique abertos, Morais centralizado e Liedson isolado na frente.

O clássico começou tenso, com o São Paulo se postando na defesa com duas linhas de marcação. O Corinthians teve mais a bola nos primeiros minutos, mas com as atuações abaixo da média de Jorge Henrique, Morais e Dentinho, não conseguia acionar Liedson na frente. A primeira chance alvinegra veio aos 8min em vacilo de Miranda: Liedson roubou a bola do zagueiro São Paulo, Morais pegou a sobra e chutou, mas Alex Silva cortou no meio do caminho.

Jogando aberto pelo lado esquerdo, Carlinhos Paraíba arriscou de longe aos 9min e mandou para fora; dois minutos depois, após cobrança de escanteio, Jean ficou com a sobra e finalizou de fora da área, mas mandou por cima. A partir daí, o Corinthians voltou a dominar as ações, apesar de não conseguir criar chances graças à eficiente marcação tricolor.

Chicão teve a chance de abrir o placar em cobrança de falta do bico da área aos 18min, mas pegou muito mal e mandou por cima do travessão. Defendendo-se bem, o São Paulo tinha dificuldades para encaixar um contra-ataque, com Dagoberto e Fernandinho muito longe do resto da equipe; quem mais recebia bolas era Ilsinho, pela direita, que tentava lances individuais.

Os jogadores de frente do Corinthians passaram a se movimentar mais e, aos 24min, Dentinho deu bom passe para Liedson na área, mas Rogério Ceni saiu bem e cortou a tentativa de drible do artilheiro - porém, o lance já estava parado por impedimento. Sofrendo para acertar passes em profundidade, a equipe do Parque São Jorge arriscou em chutes de longe aos 27min e aos 34min, mas as tentativas dos volantes Ralf e Paulinho erraram o alvo.

Em uma partida com poucas chances claras, o São Paulo enfim conseguiu acertar um contra-ataque aos 39min. Ilsinho avançou pela direita e encontrou Dagoberto com muito espaço na intermediária; o atacante puxou para o pé direito e acertou um chute forte no canto de Júlio César, abrindo o placar em Barueri com um golaço.

O Corinthians sentiu o golpe e quase sofreu o segundo aos 44min, em novo contragolpe são-paulino. Rogério Ceni ficou com a bola e deu lançamento certeiro com o pé para Dagoberto, que enfiou para Fernandinho na área; o camisa 12 se livrou de Leandro Castán e bateu de pé direito, para fora. A melhor chance corintiana até então veio aos 46min do primeiro tempo: Fábio Santos deu ótimo cruzamento da esquerda e Dentinho, sozinho na área, cabeceou para fora.

As equipes voltaram sem alterações para a segunda etapa e o Corinthians quase empatou aos 2min, não fosse por excelente defesa de Rogério Ceni. O capitão tricolor espalmou para escanteio um desvio à queima-roupa de Jorge Henrique, após cruzamento da esquerda de Fábio Santos.

O panorama da partida seguiu o mesmo - Corinthians com a bola, São Paulo no contra-ataque - até que, aos 8min, veio o momento que a torcida do clube do Morumbi esperava. Fernandinho sofreu falta na entrada da área e Rogério Ceni partiu para a cobrança. Sem sentir a pressão, o goleiro acertou o ângulo de Júlio César, marcando seu primeiro gol de falta contra o rival alvinegro, ampliando a vantagem são-paulina para 2 a 0 e chegando a 100 na carreira.

Vendo que o Corinthians ainda tinha dificuldades para criar chances apesar da posse de bola, Tite trocou os inoperantes Morais e Jorge Henrique por Ramírez e Willian. Pouco depois, porém, o técnico corintiano "ganhou" um problema: Alessandro deu entrada forte em Dagoberto e recebeu o cartão vermelho direto do árbitro Guilherme Ceretta de Lima.

Quando a situação parecia mais complicada para o time alvinegro, Dentinho diminuiu. Aos 22min, o atacante recebeu a bola em cobrança rápida de falta e finalizou rasteiro de fora da área, vencendo Rogério Ceni. Já no minuto seguinte, Dagoberto fez falta por trás, recebeu o segundo amarelo e também acabou expulso de campo, deixando os dois times com dez jogadores.

O jogo seguiu muito nervoso e a igualdade numérica entre as equipes durou pouco. Aos 28min, Dentinho chutou Rodrigo Souto após disputa de bola e também foi expulso. Apesar de contar com apenas nove atletas em campo, o Corinthians se lançou à frente como pôde para tentar o empate: aos 33min, Ramírez cruzou da direita, Liedson mergulhou para cabecear e Rogério defendeu firme no meio do gol.

Com o time corintiano todo em busca do empate, o São Paulo voltou a explorar os contra-ataques e quase definiu o jogo aos 42min: Jean fez ótima jogada individual e concluiu para excelente defesa de Júlio César. Os últimos minutos foram muito movimentados - com direito a bicicleta de Liedson defendida por Ceni - mas o placar não se mexeu mais e confirmou o fim do tabu que já durava quatro anos.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 2 x 1 Corinthians

Gols

São Paulo: Dagoberto, aos 39min do 1º tempo, e Rogério Ceni, aos 8min do 2º tempo

Corinthians: Dentinho, aos 22min do 2º tempo

São Paulo

Rogério Ceni; Rhodolfo, Alex Silva, Miranda e Júnior César; Ilsinho (Marlos), Jean, Rodrigo Souto (Casemiro) e Carlinhos Paraíba; Dagoberto e Fernandinho (Rivaldo). Técnico: Paulo César Carpegiani

Corinthians

Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos (Danilo); Ralf e Paulinho; Dentinho, Morais (Ramírez) e Jorge Henrique (Willian); Liedson. Técnico: Tite

Cartões amarelos

São Paulo: Dagoberto, Rogério Ceni, Júnior César, Ilsinho e Rhodolfo

Corinthians: Jorge Henrique

Cartões vermelhos

São Paulo: Dagoberto

Corinthians: Alessandro e Dentinho

Árbitro

Guilherme Ceretta de Lima

Local

Arena Barueri, Barueri (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br