Sebastian Vettel vence na Coreia e vira líder; Massa aperta Alonso e chega em quarto

Sebastian Vettel vence na Coreia e vira líder; Massa aperta Alonso e chega em quarto

Alemão da RBR conquista terceira vitória seguida e supera espanhol da Ferrari na classificação

A quatro etapas do fim, a temporada 2012 tem um novo líder, e ele se chama Sebastian Vettel. Neste domingo, o alemão venceu o GP da Coreia do Sul - 16ª etapa do campeonato - e desbancou Fernando Alonso, que liderava a classificação desde a oitava prova do ano. Após ultrapassar o companheiro Mark Webber na largada, Vettel passeou em Yeongam até receber a bandeirada do rapper coreano PSY, em versão bem mais contida que a dancinha do hit ?Gangnam Style?, que dominou o circo da Fórmula 1 durante todo o fim de semana. Vettel emplacou seu terceiro triunfo consecutivo, um domínio que lembra a soberania da RBR em 2011, e virou o jogo sobre Alonso: chegou aos 215 pontos na tabela de classificação e agora está seis à frente do espanhol, terceiro colocado na corrida.

Desta vez, Felipe Massa não subiu ao pódio como no Japão. Mas voltou a fazer uma boa prova, mostrando estar em ascensão. Após largar da sexta posição, o brasileiro ultrapassou Kimi Raikkonen (Lotus) na primeira volta, ganhou a posição de Lewis Hamilton (McLaren) e chegou em quarto. De quebra, apresentou um ritmo mais forte que o de Alonso durante toda a disputa. No fim, chegou a dar um calor no espanhol, ficando a um segundo de distância e fazendo a Ferrari pedir pelo rádio para pegar mais leve. ?Felipe, você está mais rápido que Fernando. Por favor, segure a onda?, disse Rob Smedley, engenheiro do brasileiro. Ficou claro que teria condições de lutar pelo pódio caso o companheiro de time não estivesse na briga pelo título. O resultado também foi importante para o time de Maranello, que tomou a vice-liderança da McLaren no Mundial de Construtores (campeonato que rende boas cifras às equipes) e para o próprio Felipe, cada dia mais perto de renovar o contrato para 2013.

Com os carros da Williams em dia ruim, Bruno Senna ficou apenas com a 15ª colocação, logo atrás de seu parceiro, Pastor Maldonado - não sem antes tentar um bote no venezuelano nas voltas finais.

Depois de ser surpreendido e perder a pole para Webber no sábado, Vettel rapidamente deu o troco. Ultrapassou o companheiro de RBR logo na primeira curva e, em seguida, administrou a corrida para cruzar a linha de chegada oito segundos à frente do australiano. Sem ameaçar os carros da equipe austríaca em nenhum momento, Alonso completou o pódio, a 14s de Vettel. Massa terminou logo atrás. Em quinto, apareceu Kimi Raikkonen, para marcar pontos pela 15ª vez no campeonato, seguido por Nico Hulkenberg, um dos destaques da prova, com a Force India.

Lewis Hamilton sofreu com os desgastes dos pneus da McLaren, terminou em décimo e praticamente deu adeus à briga pelo título. Mesmo assim, chamou a atenção por protagonizar grandes duelos e devido a um fato inusitado: completou a corrida com o pedaço de um tapete de grama sintética preso na lateral do carro após recolhê-lo na área de escape do circuito.

O próximo capítulo da luta de Vettel e Alonso pelo tricampeonato mundial tem data marcada: dia 28 de outubro no GP da Índia, 17ª etapa da temporada.

Fonte: Globo