Seleção brasileira faz o primeiro treino com bola rolando em Seul sem dar pistas da escalação

Seleção brasileira faz o primeiro treino com bola rolando em Seul sem dar pistas da escalação

Primeira atividade com bola em Seul é no CT da Coreia do Sul. Rivais trabalham no campo ao lado, perto da fronteira com a Coreia do Norte

O técnico Luiz Felipe Scolari comandou nesta quarta-feira o primeiro treino com bola em Seul, na Coreia do Sul. O treinador, porém, não deu indícios da escalação que vai utilizar na partida do próximo sábado, às 8h (de Brasília), contra os donos da casa, no World Cup Stadium. Na atividade, os jogadores trabalharam a parte técnica e tática por cerca de uma hora.

A atividade aconteceu no Centro de Treinamento da seleção da Coreia do Sul. Além de treinar na sede do rival do próximo sábado, o time canarinho ainda trabalhou com o adversário no campo ao lado. As duas equipes estavam separadas apenas por uma plantação de árvores. Nada que atrapalhasse Felipão ou o treinador sul-coreano Hong Myung Bo.

Outro fato curioso que chamou a atenção da delegação brasileira é que o CT da seleção local ficava a poucos quilômetros da zona desmilitarizada entre a Coreia do Sul e do Norte. Ao lado do centro de treinamento, no alto de um morro, um observatório para ver o país vizinho.

Sem escalação definida

Em um primeiro momento, Felipão dividiu os jogadores de linha em três equipes para fazer um aquecimento com bola. Em seguida, os atletas fizeram um trabalho técnico e tático. Os goleiros Jefferson, Diego Cavalieri e Victor iniciaram o trabalho sob o comando do preparador Carlos Pracidelli.

Na parte final do treino, o treinador dividiu os jogadores em dois times. Os goleiros Victor e Diego Cavalieri se alternaram na linha. O destaque da atividade ficou por conta de dois lances de efeito de Alexandre Pato, ambos em cima de Daniel Alves. No primeiro, um lençol. No outro, uma matada no peito que tirou o lateral da disputa.

Após a atividade, os jogadores realizaram uma sessão de alongamento com o preparador físico Paulo Paixão ainda no gramado antes de retornar para o hotel.





Fonte: GloboEsporte