Sem Adriano, Fla vence o Voltaço

A vitória na Cidade do Aço mantém o time da Gávea com 100% de aproveitamento,

Ainda com problema no calcanhar de aquiles, Adriano ficou no Rio. Mas sem o Imperador, coube a Bruno Mezenga assumir o trono do ataque rubro-negro. O atacante, de 21 anos, marcou duas vezes na vitória do Flamengo por 3 a 1 sobre o Volta Redonda. A partida, válida pela segunda rodada da Taça Guanabara, aconteceu no estádio da Cidadania, no interior do estado do Rio.

Novamente quase com um time B ? no total, sete titulares ficaram fora ? o Rubro-Negro contou com uma ajuda preciosa de um velho conhecido no segundo tempo: Petkovic. Depois de apenas quatro minutos em campo, o sérvio fez um belo gol e mostrou que ainda reina soberano no meio-campo, apesar dos 37 anos.

A vitória na Cidade do Aço mantém o time da Gávea com 100% de aproveitamento, na terceira posição do Grupo A ? Fluminense e Boavista estão à frente por causa do saldo de gols. Na próxima rodada, o adversário será o Bangu, sábado, no Engenhão. Há a expectativa da estreia da dupla de ataque Adriano e Vagner Love.

Campeão da Taça Guanabara em 2005, o Volta Redonda começa mal o Estadual, com apenas um ponto em dois jogos. O time, que conta com os ex-rubro-negros Paulinho e China, teve como jogador mais perigoso o atacante Tássio. No fim, a equipe aurinegra ainda teve dois jogadores corretamente expulsos por entradas violentas.



"Rei do Gado" impera no primeiro tempo

A torcida do time da casa foi a primeira a se empolgar. Logo aos 6 minutos, Toró cortou de cabeça para a entrada da área, Mário César chutou de primeira e por pouco não acertou o canto esquerdo de Bruno.

O susto acordou o time misto rubro-negro. Kleberson cobrou falta e Everton agasalhou. Apesar de dominar o meio-campo, com boa presença de Fierro e Vinícius Pacheco, o Flamengo teve dificuldades porque os dois atacantes ? Mezenga e Obina ? tiveram dificuldade para segurar a bola no campo ofensivo.

O jogo duro das equipes respingou em Andrade. O treinador reclamou da postura do árbitro Luiz Antônio Silva dos Santos e foi expulso.

- Só pedi para que ele marcasse falta no Obina. Ele gosta de aparecer ? disse, enquanto deixava o gramado inconformado.

Logo depois, aos 29, Tássio recebeu na área e cabeceou na trave. Entretanto, o auxiliar invalidou o lance por impedimento.

No primeiro lance real de perigo, aos 36 minutos, o Flamengo abriu o placar. Kleberson levantou na área, Bruno Mezenga subiu e cabeceou para abrir o placar. Foi o primeiro gol dele como profissional após 20 jogos. O mesmo Mezenga teve a chance de ampliar aos 39, mas o chute com a perna esquerda saiu torto e foi parar na linha lateral.

O Flamengo ampliou com uma jogada que lembrou a dupla de ataque do título brasileiro de 2009. Aos 42, Vinícius Pacheco deu um drible desconcertante, à la Zé Roberto, em Paulinho, entrou na área e cruzou rasteiro. Mezenga, em noite de Imperador, completou de perna esquerda.

Susto só até a entrada de Pet

Atrás no placar, o Volta Redonda iniciou a etapa final lançando-se ao ataque. Guilherme arriscou de fora da área aos 12, e Bruno defendeu sem dar rebote. Um minuto depois, Tássio aproveitou chute cruzado de China que desviou em David, cabeceou e diminuiu.

A partida ficou tensa. Para esfriar, Petkovic estreou na temporada no lugar de Bruno Mezenga. A entrada do gringo levantou a torcida. Logo na primeira jogada, recebeu de Vinícius Pacheco, driblou Herbert e chutou com precisão no canto esquerdo. Um belo gol, aos 27 minutos.

Washington também perdeu a cabeça, deu um carrinho criminoso em Fernando e também foi expulso, aos 39. Pouco antes, Petkovic deixara Gil na cara do gol, mas o atacante chutou no lado de fora da rede.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com