Flamengo goleia o Resende por 4 a 0

O Flamengo segue com 100% de aproveitamento na Taça Rio e dorme na liderança do Grupo A

Enquanto o Imperador da Gávea recoloca as ideias em ordem, o Flamengo delegou um substituto com poderes bem mais modestos para derrubar o Resende. Rei no estádio Raulino de Oliveira, Bruno Mezenga abriu o caminho para a tranquila goleada por 4 a 0, na noite deste sábado. A soberania do jovem atacante, de 21 anos, em Volta Redonda se explica. Os quatro gols dele como profissional no Rubro-Negro foram marcados no estádio da Cidadania. Léo Moura, de falta, Vinícius Pacheco e Vagner Love completaram o placar. O outro integrante do Império do Amor chegou ao décimo gol no Carioca e mantém a artilharia isolada do torneio. O Flamengo segue com 100% de aproveitamento na Taça Rio e dorme na liderança do Grupo A, com nove pontos. O próximo compromisso será na quarta-feira pela Taça Libetadores contra o Caracas, na Venezuela. Por determinação da diretoria, Adriano segue fora por causa dos problemas particulares e deve voltar ao time no jogo contra o Vasco, domingo. Frágil, o Resende segue sem ponto no segundo turno e está na lanterna do Grupo B.

Rei do Raulino abre o caminho A chuva intermitente que castigou Volta Redonda durante todo o sábado e prejudicou o estado do gramado, repleto de poças. Pelo alto, o Flamengo quase abriu o placar. Após escanteio por Vinícius Pacheco, aos dois minutos, Fernando cabeceou no canto direito e Cleber saltou para fazer excepcional defesa. Mas a chance inicial não correspondeu aos minutos seguintes. O Resende rondou a área adversária, insistindo no jogo aéreo para Tuta. Disperso, o time rubro-negro errou muitos passes no meio-campo, o que travou o andamento das jogadas. Apenas após a parada técnica, aos 23 minutos, a equipe se organizou e conseguiu criar outra chance. Vagner Love foi bloqueado na área e a bola sobrou para Toró. Ele chutou forte e Cleber espalmou. No rebote, outra tentativa do volante e novamente o goleiro do Resende salvou. A noite estava favorável a Cleber. Mesmo quando errou, ele não foi castigado. Aos 31, Fabrício finalizou de calcanhar, fraco, e o camisa 1 soltou. Porém, na sobra Vagner Love não alcançou, e o goleiro se redimiu. Pouco depois foi a vez de Bruno trabalhar. De tanto insistir, o Resende acertou um bom cruzamento para Tuta. O centroavante cabeceou no canto e o rubro-negro saltou para defender. Até então sumido, Bruno Mezenga fez jus à fama de rei do Raulino aos 37 minutos. Ele recebeu ótimo passe de Vagner Love, avançou e chutou forte, no ângulo direito de Cléber. A última chance do primeiro tempo foi de Willians, aos 47. Mas, para variar, Cleber apareceu bem e fez a defesa. Flamengo deslancha e constrói goleada Controlando a partida, o Flamengo passou a investir nas jogadas em velocidade sob a batuta de Vinícius Pacheco. Mesmo assim, a pequena torcida em Volta Redonda pediu por Petkovic. Antes de o sérvio entrar, Nailton derrubou Juan na entrada da área e foi expulso. Na cobrança da falta, Léo Moura bateu no lado direito, Cléber saltou, mas espalmou para dentro do gol: 2 a 0. Tuta, aos 21, cabeceou no canto e Bruno fez ótima defesa e deu um gostinho de que o Resende poderia incomodar. Mas coube a Petkovic, aos 27, lançar para Vinícius Pacheco. O apoiador bateu rasteiro, no canto esquerdo e fez o terceiro. Estava fácil. Juan tabelou com Ramon e cruzou para o artilheiro Vagner Love rolar para o gol vazio e marcar o quarto, aos 32. O atacante só não fez mais um por preciosismo. Ele recebeu de Juan, tentou encobrir Cleber, mas acertou o travessão.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com