Sem Muricy, Santos tem mais dois desfalques em jogo no Albertão; time já chegou em Teresina

Sem Muricy, Santos tem mais dois desfalques em jogo no Albertão; time já chegou em Teresina

Antes do jogo, o time treinará na tarde dessa terça-feira no estádio Albertão

O Santos chegou em Teresina por volta de 1:30h da madrugada, desta terça (09), onde irá enfrentar amanhã, às 22h, o Flamengo-PI na estreia da primeira fase da Copa do Brasil. A delegação santista terá três desfalques para o duelo.

O volante Arouca, que ainda está em tratamento após apresentar dores na coxa direita, e o lateral direito Bruno Peres, com lesão muscular no adutor da coxa esquerda, foram vetados pela comissão técnica e vão continuar em Santos.

O primeiro ficou fora dos dois jogos anteriores --Oeste e São Caetano, respectivamente--, além de ter perdido o amistoso da seleção brasileira contra a Bolívia, no último sábado, em Santa Cruz de la Sierra. O segundo só não participou do duelo contra o time do ABC.

Quem também irá desfalcar o Santos é o técnico Muricy Ramalho. Ele não viajará por recomendações médicas, uma vez que foi liberado do hospital São Luiz no domingo após ficar dois dias internado com um quadro de diverticulite.

Sem Muricy, o Santos será dirigido pelo o auxiliar-técnico Tata, que comandou os últimos treinos do clube. Tata já dirigiu o time em sete ocasiões e acumula três vitórias, dois empates e duas derrotas.

Apesar de ter três baixas, o time alvinegro terá o retorno do zagueiro Edu Dracena. Ele ficou fora do dois últimos jogos com uma tendinite no joelho esquerdo.

O time voltou aos treinos nesta segunda-feira --estava de folga no domingo-- e, antes do jogo, treinará na tarde desta terça-feira no estádio Albertão.

Neymar estranha ausência de Muricy, mas promete se "doar" por auxiliar

O atacante Neymar admite estranheza ao ver o Santos ser comandado pelo auxiliar-técnico Tata, que estará no banco de reservas da equipe na estreia da Copa do Brasil. Entretanto, o camisa 11 prometeu a mesma dedicação que costumar dar a Muricy Ramalho, que recebeu alta no último domingo após evoluir do quadro clínico de diverticulite, mas não comandará o time por ?ordem médica?.

"É uma coisa nova, não estou muito acostumado a isso (não ter o Muricy em campo), mas o respeito é o mesmo. Será a primeira vez para todos, então vamos ver o que vai acontecer", afirmou o camisa 11.

"Claro que vamos (jogar da mesma forma), com respeito. Do mesmo jeito que nos doamos pelo Muricy garanto que vamos nos dar pelo Tata", completou.

Apesar de falar em ?primeira vez? sobre atuar com Tata no comando, Neymar se esqueceu que o auxiliar assumiu o time interinamente em 2011, quando Muricy ficou internado por causa de uma hérnia de disco no segundo semestre daquele ano, período em que o Santos se preparava para disputar o Mundial de Clubes da Fifa, no Japão.

No embarque da delegação santista para Teresina, Neymar ainda minimizou a uma possível obrigação do Santos de vencer o jogo de ida por dois gols de diferença para eliminar a partida de volta, na Vila Belmiro, na próxima semana.

"Tudo é possível. Como eles defendem o prato de comida deles, vamos defender o nosso. Queremos vencer, não importa se vamos eliminar o jogo de volta, ou não", disse.

Tata comandou três treinamentos no Santos antes de enfrentar o Flamengo-PI. No entanto, o último trabalho acontecerá nesta terça-feira, em Teresina.

Fonte: Folha