Sem patrocínio, atleta decide se colocar à venda durante leilão

Apesar de seu país ser a próxima sede dos Jogos, Ellington, terceiro atleta mais veloz da Grã-Bretanha nos 200 m, não tem patrocínio.

O velocista inglês James Ellington, 26, encontrou uma forma inusitada de obter verba para custear sua preparação para a Olimpíada. O atleta se colocou "à venda", ao valor mínimo de 30 mil libras (R$ 84 mil), no eBay, maior site de leilão do mundo. Ontem, Ellington ainda aguardava a aprovação do site. Mas sua empreitada atraiu a atenção de um grande número de fãs nas redes sociais.



Apesar de seu país ser a próxima sede dos Jogos, Ellington, terceiro atleta mais veloz da Grã-Bretanha nos 200 m, não tem patrocínio.

Após ficar quatro anos fora das pistas por conta de uma série de lesões, perder o patrocínio e até pensar em desistir do atletismo, Ellington retornou nesta temporada e obteve bons resultados.

Em junho, cravou 20s52, o tempo mais rápido de um britânico em uma prova disputada ao nível do mar. A melhor marca de 2011 pertence ao jamaicano Yohan Blake --19s26.

No mesmo mês, Ellington ajudou o time britânico do revezamento 4 x 100 m a vencer o Campeonato Europeu por equipes.

Mesmo assim, continuou sem um patrocinador.

"É difícil [não ter patrocínio], mas não tenho rancor. Há outras pessoas que se dedicam em tempo integral aos treinos, e eu consegui vencê-las", disse o atleta ao jornal "London Evening Standard".

A federação de atletismo do Reino Unido custeia algumas de suas despesas. Mas, para conseguir a vaga para Londres-2012, Ellington defende que precisa abandonar seu emprego de técnico de atletismo para se dedicar exclusivamente aos treinos.

Foi isso que o motivou a procurar o eBay. Se conseguir o lance mínimo, pretende usar 15 mil libras para cobrir seu salário e a outra metade para custear despesas com a preparação para Londres-12.

"Eu tiraria um peso enorme dos ombros se pudesse me concentrar só nos treinos sem ter de me preocupar com pagar as contas", disse o atleta, que sustenta um filho.

"Eu só quero estar em condições de concorrência equitativa e espero ganhar uma medalha [na Olimpíada] para a Grã-Bretanha. É difícil trabalhar, treinar e ser pai."

À empresa que decidir patrociná-lo ele promete usar a marca em seu uniforme.

Filho de um ex-boxeador que se tornou guarda-costas das Spice Girls, Ellington tenta usar seu exemplo nos treinos que concede a crianças carentes do sudeste de Londres, área onde cresceu.

"Na infância, consegui ficar longe de encrencas porque escolhi o caminho certo no atletismo", afirmou.

Fonte: Folha.com