Sob olhar de Ronaldo, Seleção Brasileira vence Escócia e quebra jejum com dois gols de Neymar

Sob olhar de Ronaldo, Seleção Brasileira vence Escócia e quebra jejum com dois gols de Neymar

Com os gols marcados, Neymar se igualou a Alexandre Pato e tornou-se o artilheiro do Brasil na era Mano

A Seleção Brasileira chegou ao jogo contra a Escócia pressionada pelas derrotas contra Argentina e França sem marcar gols. Sob os olhares do homenageado Ronaldo, Neymar brilhou e fez os dois gols da equipe de Mano Menezes na vitória por 2 a 0 sobre a Escócia, neste domingo, no Emirates Stadium, em Londres.

Com os gols marcados, Neymar se igualou a Alexandre Pato e tornou-se o artilheiro do Brasil na era Mano Menezes com três gols. A Seleção conquistou a quarta vitória sob o comando do treinador (anteriormente venceu Estados Unidos, Irã e Ucrânia).

O Brasil voltará a campo no próximo dia 3 de junho em amistoso contra a Holanda, que acontecerá em Goiânia como preparação para a Copa América. Quatro dias depois, a Seleção encara a Romênia no Estádio do Pacaembu, jogo que marcará a despedida de Ronaldo.

O jogo

Após as duas derrotas para Argentina e França, o técnico Mano Menezes promoveu a mescla entre os jogadores que disputaram a Copa do Mundo e que estavam sendo convocados nas seis primeiras partidas em que comandou a Seleção. Com isso, Elano e Lúcio voltaram a equipe como titulares. Outra surpresa foi a estreia de Leandro Damião, convocado devido as lesões de Alexandre Pato e Nilmar, como titular.

Com o time escocês jogando recuado no esquema 4-6-0, o Brasil encontrou dificuldades para chegar ao gol adversário tocando a bola pelo meio. Por isso, as principais chances foram criadas através de jogadas armadas pelos lados do campo. Com André Santos e Neymar pela esquerda e o trio Daniel Alves, Jadson e Elano pela direita.

Devido a dificuldade em penetrar na área adversária, o primeiro chute a gol da Seleção aconteceu de fora da área, aos 4min de partida. Neymar apareceu pelo lado direito e rolou para trás. Lucas Leiva, conhecido agora também pelo sobrenome graças a presença do xará do São Paulo, finalizou forte, mas a bola saiu por cima do gol.

Apesar da boa movimentação, principalmente de Neymar, a Seleção só voltou a assustar em bola alçada na área, único jeito para tentar furar o ferrolho escocês. Aos 14min, Elano aproveitou rebote na entrada da área e cruzou na segunda trave. Como um atacante, Ramires apareceu na área, ganhou do marcador por cima, mas desviou de cabeça sem direção.

Camisa 10 enquanto Paulo Henrique Ganso está fora, Jadson teve boa participação e desperdiçou boa oportunidade, aos 16min. Elano recebeu passe de Lucas Leiva na entrada da área e rolou para o meia, que chutou forte. O goleiro McGregor fez boa defesa e evitou o gol com o corpo.

Aos 19min, a Seleção teve a melhor chance da partida até então. Em cobrança de escanteio cobrada por Elano, Leandro Damião subiu sozinho e testou para o gol. O atacante não cabeceou para baixo como manda o figurino e a bola resvalou no travessão e saiu por cima do gol.

A movimentação brasileira diminuiu com o passar dos minutos e a equipe voltou a ter dificuldades de infiltrar na zaga adversária. Jogando praticamente em casa, pois joga no Liverpool da Inglaterra, Lucas Leiva tentou jogada como um ponta direita, avançou a linha de fundo e bateu para a entrada da área. O goleiro McGregor evitou o gol, a bola bateu na mão do defensor adversário e saiu para fora.

Livre, como joga no Barcelona, Daniel Alves recebeu passe livre de Jadson pelo lado direito da área. Como se tentasse achar Messi na área, o lateral rolou para Leandro Damião, mas tocou no pé do marcador. Encolhida, a Escócia criou a única chance aos 34min. Em cobrança de falta, Caldwell alçou bola na área e Whitaker cabeceou para fora, sem perigo ao gol defendido por Júlio César, que foi apenas um mero espectador da partida.

O gol do Brasil era questão de tempo e aconteceu em boa jogada armada pelo lado esquerdo. Ramires tocou para André Santos no lado esquerdo. O lateral avançou até a linha de fundo e, ao invés de cruzar, tocou para Neymar que entrava na área. O jogador do Santos dominou, ajeitou o corpo e chutou colocado no canto esquerdo de McGregor, marcando um belo gol aos 41min.

As seleções voltaram com a mesma formação para o segundo tempo, assim como Neymar voltou com o mesmo futebol. Logo aos 38 segundos, o camisa 11 recebeu a bola na linha do meio-campo e foi carregando. Na entrada da área, o jogador chutou e por capricho a bola explodiu no travessão, antes de sair pela linha de fundo.

No tiro de meta, o goleiro McGregor tentou sair no toque de bola com McArthur. O camisa 11 escocês tentou dominar e foi surpreendido por Ramires. O volante da Seleção Brasileira roubou a bola e tocou para Neymar, mas o arqueiro da Escócia se redimiu do erro e saiu bem antes que o atacante dominasse. Leandro Damião teve o rebote, mas ao invés de dominar a bola, chutou de primeira e a finalização explodiu em cima do camisa 1 da equipe britânica.

Assim como aconteceu no gol de Neymar, o brasileiro trabalhou bem a bola aos 7min. Daniel Alves recebeu bom passe de Jadson pela direita e rolou para a área. Ramires tentou arrematar de primeira e, perto da entrada da pequena área, pegou mal na bola, finalizando muito por cima do gol.

Com o resultado à favor, mais uma vez o Brasil diminuiu o ritmo da partida e ameaçou apenas em lances de bola parada. Primeiro, aos 12min, Elano cobrou falta de longe e McGregor defendeu com segurança no meio do gol. Dois minutos depois, Leandro Damião subiu de novo sozinho na área em cobrança de escanteio, mas dessa vez testou sem direção ao gol.

Empurrados pela fanática torcida escocesa que fazia uma bela festa no Emirates Stadium, o time da Grã-Bretanha passou a arriscar, mas com pouca qualidade técnica. Aos 24min, o técnico Mano Menezes promoveu nova estreia na Seleção e colocou Lucas no lugar de Jadson.

Quando o Brasil já administrava a vitória em Londres, Neymar recebeu passe dentro da área de André Santos, tentou pedalar para cima de Adam e foi calçado por trás pelo escocês. Em cima do lance, o árbitro Howard Webb marcou pênalti, aos 31min. O próprio camisa 11 bateu no lado oposto de McGregor e ampliou a vantagem brasileira no Emirates Stadium.

Após o gol, Mano Menezes promoveu mais uma estreia na Seleção Brasileira ao colocar Jonas na vaga do esforçado Leandro Damião. Aos 39min, Lucas fez boa jogada individual e passou por dois marcadores antes de ser desarmado. A bola sobrou para Jonas que finalizou. A bola desviou dentro da área na mão de Caldwell e ficou amortecida para fácil defesa de McGregor.

Com o jogo definido, Neymar começou o show individual e passou a fintar os escocês no meio-campo, aos 40min. Na continuação da jogada, Daniel Alves recebeu pelo lado direito e cruzou para a área. Jonas apareceu bem e cabeceou certeiro. O goleiro McGregor apenas observou a bola cair na rede por cima do gol.

A melhor chance da Escócia da partida aconteceu aos 43min do segundo tempo. Bannan cobrou falta frontal no ângulo. Júlio César se posicionou bem e defendeu. No minuto seguinte, Neymar saiu aplaudido pelos brasileiros e vaiados pelos escoceses para a entrada de Renato Augusto.

Ainda sobrou tempo para Lucas fazer boa jogada nos acréscimos e tocar para Jonas. O atacante dominou, mas finalizou por cima do gol.

FICHA TÉCNICA

Brasil 2 x 0 Escócia

Gols

Brasil: Neymar aos 41min do 1º tempo e aos 31min do 2º tempo

Brasil

Júlio César; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva (Sandro), Ramires, Elano (Elias) e Jadson (Lucas); Neymar (Renato Augusto) e Leandro Damião (Jonas). Técnico: Mano Menezes

Escócia

McGregor; Hutton, Berra (Wilson), Crayney e Whitaker (Commons); Adam (Snodgrass), Caldwell, Morrison (Cowie), Brown, McArthur (Bannan) e Miller (Smith). Técnico: Craig Levein

Árbitro

Howard Webb (Inglaterra)

Local

Emirates Stadium, Londres (Inglaterra)

Fonte: Terra, www.terra.com.br